Gabigol, Gabriel Jesus e Luan em entrevista coletiva na Granja Comary

Bem-humorado, Jesus lembrou reação da mãe com seu jogo (Foto: Lucas Figueiredo/MowaPress)

RADAR / LANCE!
04/09/2016
21:26
Manaus (AM)

Nem mesmo a grande atuação na goleada por 3 a 0 da Seleção Brasileira sobre o Equador é suficiente para deixar Gabriel Jesus em tom de euforia. Em entrevista coletiva na noite deste domingo, em Manaus (AM), o centroavante afirmou que a única diferença é em relação ao emocional:

- Não fui só eu o responsável pela vitória, foi a equipe toda. Fizemos um belo jogo. Às vezes quem faz o gol sai como herói, mas a equipe toda se comportou bem taticamente, soube jogar, ficou com a bola no pé. Agora, a cabeça fica ainda mais tranquila.

Jesus crê um confronto complicado diante da Colômbia. Porém, não escondeu seu desejo em uma partida menos violenta. 

- Acho que será um jogo equilibrado. A Colômbia tem estilo de jogo parecido com o nosso, não vai chegar só para se defender. São jogadores de alto nível, normalmente eles saem um pouquinho mais pro jogo. Acho que será diferente da Olimpíada, que foi um jogo brigado. Esse será mais jogado, mais bonito de se ver. Acredito que será um grande jogo.

Além de dizer que fica alheio a reportagens ligadas ao seu nome, o jogador de 19 anos rechaçou que esteja com a cabeça voltada para sua ida rumo ao Manchester City;

- Estou na Seleção hoje, focado aqui, não quero ter contato em relação ao Manchester.

O centroavante atribui ao entrosamento a goleada diante do Equador, e mostra boas expectativas quanto à sequência:

- Além do ritmo, os jogadores pegam confiança e se conhecem melhor. Trabalhando juntos fica muito mais fácil de entrar em campo e fazer o que o professor pede. Tendo continuidade melhora bastante, fica mais fácil para fazer as coisas.

Gabriel Jesus é uma das armas para o Brasil vencer a Colômbia e se consolidar de vez na zona de classificação para a Copa-2018.