Willian será titular na Seleção Brasileira (Foto: Pedro Martins/MowaPress)

Willian será titular na Seleção Brasileira (Foto: Pedro Martins/MowaPress)

LANCE!
10/10/2016
07:50
Rio de Janeiro (RJ)

A data Fifa está sendo uma verdadeira montanha russa para Willian na Seleção Brasileira. Mas, ao que parece, o “carrinho” do meia está começando a subir. Quem sabe para decolar mais uma vez, como nos tempos de Dunga. É que Willian voltará a ser titular do Brasil, amanhã, contra a Venezuela, conforme mostrou Tite no treino de ontem, em Natal.

Willian chegou à capital potiguar ainda como titular, mas já balançando porque Phillippe Coutinho não só entrou bem nos dois primeiros jogos com Tite – contra Equador e Colômbia – como também está voando no Liverpool. O papo com Tite confirmou a perda de titularidade. Mas como Neymar está suspenso, a nova oportunidade rapidamente está se desenhando, veio “a galope”.

A entrada de Willian, que fará o 42 jogo dele pela Seleção, não é apenas o retorno de quem se acostumou nos últimos tempos, ainda com Dunga, ser uma peça-chave no Brasil. Mas alguém, na visão do próprio Tite, que tem comportamento similar a Neymar, apesar de atuar pelo lado direito.

– O Willian é mais agudo, mais incisivo, como Neymar, tem a possibilidade de infiltrar – comentou Tite semana passada.

Willian já fez a Venezuela sofrer nesta edição das Eliminatórias. Foi logo no segundo jogo do Braisil, ainda com Dunga. Willian marcou duas vezes, e Brasil venceu por 3 a 1, tendo ainda Ricardo Oliveira como um dos marcadores.

Willian não só fez os dois primeiros gols do Brasil em Fortaleza como também balançou as redes logo aos 35 segundos de partida, um dos gols mais rápidos do Brasil em Eliminatórias.

Além da presença de Willian, outra situação a qual o jogo contra a Venezuela remete é a ausência de Neymar. Se amanhã ele está fora porque levou o segundo amarelo, no primeiro turno o camisa 10 ainda não estava liberado pela Conmebol para atuar, cumprindo o último jogo da suspensão aplicada depois da confusão no jogo contra a Colômbia, na Copa América-2015.

Agora titular, Coutinho era reserva da Seleção e não jogou contra a Venezuela porque foi cortado por lesão sofrida no clube. Kaká o substituiu na delegação e até entrou no jogo.