HOME - Del Nero e Teixeira indiciados pela justiça dos Estados Unidos (Fotos: LANCE!Press/Divulgação)

HOME - Del Nero e Teixeira indiciados pela justiça dos Estados Unidos (Fotos: LANCE!Press/Divulgação)

LANCE!
07/04/2016
12:21
Rio de Janeiro (RJ)

A bancada de senadores aliados à CBF está tentando anular a sessão da CPI do Futebol que aprovou a convocação de Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira, segundo avisou o senador Romário (PSB-RJ), presidente da Comissão.

De acordo com o Baixinho, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) fez um pedido à presidência da casa, no Plenário, para que o encontro fosse invalidado.

O argumento dos aliados da CBF é que alguns senadores que assinaram a lista de presença, garantindo, portanto, quórum suficiente para a apreciação dos requerimentos, não estava na sala quando Romário os colocou em votação.

O Baixinho admite que, além dele mesmo, só estavam no local os senadores Randolfe Rodrigues (REDE-AP) e Zezé Perrela (PDT-MG). No entanto, Baixinho ressalta que agiu conforme prevê o regimento.

- Dentro das regras, sem jogo sujo, fizemos tudo que foi possível para termos os depoimentos de personagens fundamentais das falcatruas do futebol - escreveu Romário nas redes sociais, completando:

- Estamos aguardando um pronunciamento da Presidência do Senado confirmando a legalidade da sessão. Todos os seis senadores que assinaram a lista de presença, estiveram na sala de CPI.

Além das convocações de Del Nero e Teixeira, foram aprovadas ainda a intimação para depor como testemunhas de Marco Polo Del Nero Filho, para falar sobre possíveis contas do pai dele no exterior, de Gustavo Feijó, vice da CBF que teria recebido doação de campanha da entidade, e do empresário Wagner Abrahão, parceiro antigo dos presidentes da CBF e da entidade.