Rodrigo Caio - São Paulo

Rodrigo Caio, em treino do São Paulo (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/Lancepress!)

LANCE!
16/09/2016
17:59
São Paulo (SP)

Duas vitórias consecutivas dentro do Morumbi animaram o São Paulo no Campeonato Brasileiro. O zagueiro Rodrigo Caio diz que o time ainda luta para ficar entre os quatro primeiros da competição, condição que daria uma vaga na Libertadores do ano que vem. O são-paulino contou que olhou a tabela depois da vitória sobre o Cruzeiro, na última quinta-feira, mirou o Corinthians e disse ser possível entrar no G4. Atualmente, o São Paulo, 12º colocado, tem 34 pontos, oito atrás do Santos, o 4º.

- Vi a tabela quando cheguei em casa. Estamos a sete pontos do Corinthians. Acredito que a gente tem chance de chegar. Claro que precisamos somar pontos fora de casa. Mas temos de focar jogo a jogo. Primeiro no domingo, jogo extremamente difícil - disse Rodrigo, citando o rival, que está em 5º, com 41 pontos.

- Acho que até o quarto briga pelo título, que é o Santos. E a gente briga por um G4, acredito que sim. Sabemos que é muito difícil. Perdemos muitos pontos, principalmente dentro de casa, mas a gente precisa sonhar, sonhar alto. Mas para isso precisamos somar pontos principalmente fora de casa. Fizemos dois importantes jogos em casa, somamos seis pontos. Agora precisamos fora e domingo é uma grande oportunidade - complementou.

O zagueiro alertou para a necessidade de fazer um bom resultado contra o Atlético-PR, no próximo domingo, em Curitiba. O problema é que o São Paulo terá de acabar com o incômodo tabu de nunca ter vencido na Arena da Baixada. Para completar, o gramado é diferente, 100% sintético. Para Rodrigo, porém, isso não será problema.

- Acredito que o campo é bem parecido com a Arena do Corinthians. Campo muito rápido, onde a bola corre muito. Isso, por mais que a gente não jogue, a gente vai se adaptar o mais rápido possível. Isso não vai ser um fator que vai atrapalhar, ao contrário. Facilita para nós, temos um time muito rápido - afirmou.

Rodrigo teve uma grande atuação na vitória por 1 a 0 contra o Cruzeiro e foi elogiado pelo técnico Ricardo. Nesta sexta-feira, havia a expectativa de que ele fosse convocado por Tite para os jogos do Brasil nas Eliminatórias da Copa-2018, mas ele foi preterido por Thiago Silva, do PSG (FRA). O camisa 3 disse que não ficou frustrado.

- Acompanhei a convocação, já estava aqui no CT. Frustração não, ao contrário. Venho vivendo um ano maravilhoso, de uma conquista muito importate. Não tenho por que ficar frustrado. Me motiva ainda mais a trabalhar, seguir forte, porque as coisas vão acontecer no momento certo. Coloco tudo na mão de Deus, se Ele permitir eu ser convocado, vai ser. Vou estar na torcida pelos meus companheiros para ser mais duas vitórias e que eles possam fazer um excelente trabalho - declarou.