Santa Cruz x São Paulo

Atletas se abraçam na comemoração do primeiro gol sobre o Santinha (Foto: Pablo Kennedy/Lance Press)

LANCE!
07/08/2016
20:14
São Paulo (SP)

Em seu terceiro dia à frente do São Paulo, o técnico interino André Jardine considera ter conseguido melhorar o time, aproveitando "legado" deixado pelo antecessor Edgardo Bauza. Para provar que suas mudanças inesperadas tiveram retorno rápido, o treinador se apoia na vitória por 2 a 1 sobre o Santa Cruz, conquistada neste domingo pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

- A gente contou com o trabalho deixado, um time de espírito guerreiro, que não desiste e quer crescer. No único treino, de 30 minutos, que tivemos, deixamos a equipe consistente. João Schmidt daria mais espaço para Hudson e Thiago Mendes. Kelvin e Cueva poderiam ficar mais livres. O primeiro tempo deixou a gente mais tranqüilo para vencer - ressaltou.

Foram dois treinos de Jardine à frente dos profissionais: um apenas com reservas na sexta-feira e o de sábado, com a equipe titular. No último trabalho, Jardine promoveu mudança no esquema tático do Tricolor, tirando o 4-2-3-1 para a entrada do 4-1-4-1, com João Schmidt à frente da zaga e Kelvin, Hudson, Cueva e Thiago Mendes municiando Chavez, autor dos dois gols.

- Era o momento de passar por esse sofrimento juntos. E agora o sentimento é de mais tranquilidade. Cada um teve de assumir seu papel no grupo e as grandes lideranças fizeram grande partida. O mérito é deles. Era fundamental vencer para encostar no G4, mas não tínhamos tempo para treinar. Estudamos o rival e os jogadores se entregaram - valorizou.

O São Paulo de Jardine, agora com 26 pontos na nona colocação, volta a treinar às 9h desta segunda-feira no CT da Barra Funda. O próximo jogo será no domingo, contra o Botafogo, no Morumbi. Até lá, a diretoria pretende definir quem será o novo técnico do Tricolor.