icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/08/2015
10:28

A trajetória de Alexandre Pato desde o retorno do futebol europeu passa obrigatoriamente pela Copa do Brasil. O atacante está na terceira participação da carreira no torneio, cercado de péssimas e ótimas lembranças.

Quando o astro entrar no gramado do Castelão para encarar o Ceará no jogo de volta das oitavas de final, serão completados 671 dias do fatídico pênalti cobrado com cavadinha quando defendia o Corinthians, nas quartas de final de 2013.

Na ocasião, o erro diante do experiente Dida não fez apenas o Grêmio eliminar o Corinthians. O ato, tachado de irresponsável, praticamente decretou o fim da passagem do jogador pelo time alvinegro, onde deixara alguns colegas em estado de fúria na Arena do Grêmio.

Mas para Pato nem tudo é tragédia na Copa do Brasil. Apesar de estar presente na eliminação vexatória do São Paulo para o Bragantino no ano passado, o camisa 11 prefere lembrar do jogo de estreia pelo Tricolor, que aconteceu há 532 dias.


Pato vive novos tempos com a camisa do São Paulo (Foto: Alan Morici)

A memória do debute, aliás, pode ser ainda mais intensa, já que a partida contra o CSA (AL) aconteceu no estádio Rei Pelé, em Maceió, no dia 12 de março de 2014. Pato deu assistência para Osvaldo e ainda marcou um golaço, que acabou anulado.

Quase um mês depois, em 9 de abril, o atacante voltou a encontrar o CSA. Em seu primeiro compromisso pelo clube no Morumbi, ele não decepcionou a torcida: marcou o primeiro e deu uma assistência para construir os 3 a 0 no placar.

Às 19h30 desta quarta-feira, Alexandre Pato espera que mais um dia de glória no Nordeste e pela Copa do Brasil possa ser escrito. E essa fé é sustentada pelos 20 gols, seis assistências e o protagonismo do time nesta temporada.

Confira o desempenho de Pato na Copa do Brasil:

2013 - Corinthians
4 jogos (1V, 2E e 1D)
1 gol

2014 - São Paulo 
6 jogos (4V, 0E e 2D)
2 gols

2015 - São Paulo 
1 jogo (1D)
1 gol 

A trajetória de Alexandre Pato desde o retorno do futebol europeu passa obrigatoriamente pela Copa do Brasil. O atacante está na terceira participação da carreira no torneio, cercado de péssimas e ótimas lembranças.

Quando o astro entrar no gramado do Castelão para encarar o Ceará no jogo de volta das oitavas de final, serão completados 671 dias do fatídico pênalti cobrado com cavadinha quando defendia o Corinthians, nas quartas de final de 2013.

Na ocasião, o erro diante do experiente Dida não fez apenas o Grêmio eliminar o Corinthians. O ato, tachado de irresponsável, praticamente decretou o fim da passagem do jogador pelo time alvinegro, onde deixara alguns colegas em estado de fúria na Arena do Grêmio.

Mas para Pato nem tudo é tragédia na Copa do Brasil. Apesar de estar presente na eliminação vexatória do São Paulo para o Bragantino no ano passado, o camisa 11 prefere lembrar do jogo de estreia pelo Tricolor, que aconteceu há 532 dias.


Pato vive novos tempos com a camisa do São Paulo (Foto: Alan Morici)

A memória do debute, aliás, pode ser ainda mais intensa, já que a partida contra o CSA (AL) aconteceu no estádio Rei Pelé, em Maceió, no dia 12 de março de 2014. Pato deu assistência para Osvaldo e ainda marcou um golaço, que acabou anulado.

Quase um mês depois, em 9 de abril, o atacante voltou a encontrar o CSA. Em seu primeiro compromisso pelo clube no Morumbi, ele não decepcionou a torcida: marcou o primeiro e deu uma assistência para construir os 3 a 0 no placar.

Às 19h30 desta quarta-feira, Alexandre Pato espera que mais um dia de glória no Nordeste e pela Copa do Brasil possa ser escrito. E essa fé é sustentada pelos 20 gols, seis assistências e o protagonismo do time nesta temporada.

Confira o desempenho de Pato na Copa do Brasil:

2013 - Corinthians
4 jogos (1V, 2E e 1D)
1 gol

2014 - São Paulo 
6 jogos (4V, 0E e 2D)
2 gols

2015 - São Paulo 
1 jogo (1D)
1 gol