Bruno Grossi
06/01/2017
06:45
São Paulo (SP)

Você certamente leu matérias, inclusive neste LANCE!, apontando Shaylon como a grande atração do São Paulo na disputa da Copa São Paulo de Juniores neste ano. Na segunda-feira, por exemplo, ele seguiria para Capivari com os colegas do sub-20 para estrear no dia seguinte na competição, mas em quatro dias viu sua vida e sua carreira se transformarem.

Dias antes, o garoto de 19 anos foi orientado pelo Tricolor a tirar visto americano. Uma medida preventiva diante de uma pequena chance de ser levado por Rogério Ceni à pré-temporada nos Estados Unidos. O peruano Cristian Cueva ficou doente, nenhum meia foi contratado e Mito chamou o meia para integrar o elenco profissional.

De craque da Copinha, passou a ser um novato ansioso pela apresentação no CT da Barra Funda, na última quarta-feira. Conheceu os novos companheiros, o novo chefe e uma nova realidade. Até que recebeu mais uma notícia: a convocação para o Sul-Americano Sub-20 com a Seleção Brasileira. E teve mais! Viu Ceni brigar para barrar o chamado e levá-lo à Florida Cup.

- Shaylon está tendo uma grande oportunidade e terá minutos de jogo para mostrar o que mostrou na base - exaltou o Mito, pensando em jogos-treinos na cidade de Bradenton, nos dias 12 e 15, e nas duas partidas do torneio amistoso, nos dias 19 e 21.

Também na quarta, Shaylon foi a restaurante no bairro do Morumbi para mais um marco na transição da base ao profissional. Uma reunião selou acerto com a Talents Sports, empresa que gerencia a carreira de atletas como o volante Thiago Mendes no elenco são-paulino. Agora, espera que o Tricolor exerça a preferência de compra ao fim do empréstimo da Chapecoense, em 27 de janeiro, pagando R$ 500 mil por 60% de seus direitos econômicos.