Santos

Sequência atual começou em 11 de julho de 2015, contra o Figueirense (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Gabriel Carneiro
01/01/2016
11:00
São Paulo (SP)

Apesar das negociações pela construção de um novo estádio na cidade de Santos, a Vila Belmiro ainda é uma poderosa arma do Peixe na busca por suas ambições, e tem sido assim há quase cem anos. Em outubro de 2016, o tradicional e histórico Estádio Urbano Caldeira completará o centenário de sua partida inaugural, a vitória do Santos por 2 a 1 diante do Clube Atlético Ypiranga, pelo Campeonato Paulista de 1916. No ano em que planejou diversas celebrações para seu maior patrimônio, o Santos também pode alcançar importantes marcas dentro de campo.

De acordo com o Almanaque do Santos, a atual sequência de invencibilidade no Santos é a 16° maior da história, com 17 vitórias e um empate em 18 partidas sem perder. Caso mantenha o bom rendimento dentro da Vila Belmiro no Paulistão deste ano, o Santos pode chegar cada vez mais perto de seus maiores feitos. A décima maior sequência da história, por exemplo, é de 24 jogos, obtida entre 1962 e 1963, e alcançável já no Estadual. As seguintes são de 25, 26, 28, 29 (duas vezes), 32 (duas vezes), 34 e enfim 35 jogos de invencibilidade, alcançada entre 2/6/1929 e 21/12/1930. 

Como são necessários 17 jogos para que se iguale a marca dos anos 30, o Santos não conseguirá alcançá-la no Campeonato Paulista, mesmo chegando às finais. Além do Estadual, o clube também disputa a Copa do Brasil e o Brasileirão em 2016.

A atual sequência de invencibilidade do Santos foi totalmente construída durante a passagem de Dorival Júnior, e aberta no dia 11 de julho de 2015 com a goleada por 3 a 0 diante do Figueirense que marcou a estreia do comandante em sua segunda passagem. Desde então, o Peixe superou Sport (3 x 1), Joinville (2 x 0), Coritiba (3 x 0), Vasco (1 x 0), Corinthians (2 x 0, pela Copa do Brasil), Avaí (5 x 2), Chapecoense (3 x 1), São Paulo (3 x 0), Atlético-MG (4 x 0), Internacional (3 x 1), Fluminense (3 x 1), Goiás (3 x 1), São Paulo (3 x 1, pela Copa do Brasil), Palmeiras (2 x 1), Palmeiras (1 x 0, pela Copa do Brasil) e Atlético-PR (5 x 1), além de um empate sem gols com o Flamengo. Ao todo, 49 gols marcados e dez sofridos em 18 jogos.

O estádio apelidado de Alçapão é o mais antigo em atividade na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro e foi palco do último título do Santos, no Paulistão de 2015.