Russel Dias
31/03/2016
23:24
Santos (SP)

Sem Lucas Lima e Ricardo Oliveira. Sem ritmo e travado. O único traço que o Santos teve que provava ser o Alvinegro era o uniforme branco. Assim foram os 45 minutos iniciais, em que o Peixe começou perdendo. Mas os 45 da segunda etapa foram completamente opostos. Com uma mudança radical, o Santos venceu a Ferroviária de virada, por 4 a 1, e garantiu a classificação antecipada para as quartas do Paulistão, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. Veja toda a repercussão depois do jogo na Baixada.

De tanto que dominou no início, a equipe de Araraquara, comandada pelo português Sérgio Vieira, fechou as portas e não deixou o Peixe tocar a bola. Em reação, o atacante Tiago Marques conseguiu ter a bola na área, longe de Gustavo Henrique, para cabecear e abrir o placar. Veja como foi lance a lance.

Diante desse cenário caótico, ainda sem Renato, lesionado, e sem Ricardo Oliveira, poupado por ter sido titular pela Seleção na terça-feira, Dorival Júnior mudou a atitude e o time no segundo tempo, com Lucas Lima, já recuperado do desgaste físico também sofrido na Seleção Brasileira e de uma indisposição estomacal.

O camisa 20, que ainda irritou a torcida com reclamações e desistência de alguns lances, conseguiu acelerar o jogo e dar outra cara à equipe. Com o ritmo acelerado, o Alvinegro passou a pressionar, e foi Zeca quem chutou para igualar o placar na Vila Belmiro. O lateral-esquerdo ainda fez sinal para a torcida calar a boca e depois pediu perdão.

Sem interromper a pressão, o time da casa foi para cima. E Paulinho, que até então não chamava a atenção na partida, deixou sua marca. O camisa 26, titular porque agradou Dorival diante do São Paulo, aproveitou a furada de Joel e, em dividida com o zagueiro Marcão, virou para o Santos.

Para selar o merecimento pelos aplausos, Paulinho ainda fez o terceiro, após passe de Joel que o deixou livre, inclusive sem goleiro, dando alívio para time e torcida, além da classificação antecipada para a segunda fase do Paulista.

Já nos acréscimos, Gabigol sofreu pênalti e ele mesmo converteu, mesmo com os pedidos da torcida para Elano, que entrou no fim, bater.

Mais calmo, o Peixe soma 26 pontos, na liderança do Grupo A e pega o Capivariano, no domingo, fora de casa, às 18h30. A Ferroviária receberá também no domingo, no mesmo horário, em Araraquara, o Botafogo-SP. A equipe do interior tem 16 pontos, três a menos que o Tricolor.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 4 X 1 FERROVIÁRIA

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data: 31/3/16 - 21h30
Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho
Assistentes: Eduardo Vequi Marciano e Osvaldo Apipe de Medeiros Filho
Público/renda: 4.208 pagantes / R$ 104.570,00
Cartões amarelos: Gabigol, Lucas Lima (Santos); Thallyson, Fernando Gabriel (Ferroviária)
Gols: Tiago Marques, 32'/1ºT (0-1); Zeca, 17'/2ºT (1-1); Paulinho, 26'/2ºT (2-1); Paulinho, 30'/2ºT (3-1); Gabigol, 47'/2ºT (4-1).

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Alison (Lucas Lima - intervalo) e Longuine; Paulinho (Elano - 36'/2ºT), Gabigol e Joel (Ronaldo Mendes - 38'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.

FERROVIÁRIA: Rodolfo, Igor, Luan, Marcão e Thallyson; Juninho, Rossetto (Luiz Gustavo - 15'/2ºT), João Paulo (Rafinha - 14'/2ºT) e Fernando Gabriel; Tiago Marques (Caíque - 26'/2ºT) e Samuel. Técnico Sério Vieira.