Russel Dias
13/01/2017
14:33
Santos (SP)

O Santos adiou o sonho de ter Robinho para a Libertadores de 2017. A decisão do presidente Modesto Roma Júnior se deve a questões financeiras, já que o dirigente não aceita pagar para o Atlético-MG liberar o jogador que vai fazer 33 anos.

A solução será esperar o contrato do ex-camisa 7 chegar ao fim, o que acontecerá no dia 31 de dezembro desta temporada. Antes disso, Peixe e a advogada do jogador já se reuniram para acertar bases salariais e formas de pagamento.

- Veja, se ela (advogada do jogador) gostou (da oferta), pode mandar proposta para o Atlético, nós não vamos negociar. O Santos não paga para ter o Robinho. Tem que esperar um ano. Não dá para fazer o que não podemos - disse o presidente santista em entrevista nesta sexta-feira.

Um dos principais jogadores do Galo, Robinho tem multa rescisória simbólica de R$ 100 milhões e não quer vender o atacante.


Desde que o Rei do Drible deixou a Vila Belmiro, no meio de 2015, e acertou com o Guangzhou Evergrande, da China, o Santos não desistiu de repatriar o ídolo. No total, ele tem três passagens pelo clube que o revelou.

Pelo Alvinegro, Robinho faturou dois campeonatos brasileiros (2002 e 2004), uma Copa do Brasil e um Paulistão.