Dudu ganha de Zeca e faz seu segundo gol na final da Copa do Brasil

Zeca foi titular em diversos clássicos contra o Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

LANCE!
06/12/2016
12:35
Santos (SP)

Dos quatro clássicos entre Santos e Palmeiras em 2016, o Peixe venceu apenas um, mas o lateral-esquerdo Zeca teve uma vitória particular: a de convencer o avô palmeirense a virar santista.

Criado com a ajuda dos avós desde a infância, o jovem de 22 anos não esconde a gratidão pela família e tenta retribuir com todas as conquistas.

- Meu avô e minha avó são fanáticos e deixaram tudo para cuidar de mim. Todos os meus títulos e medalhas dou para eles. Meus pais moraram fora do país, foram ganhar a vida e eles seguraram a barra. Meu avô é palmeirense e minha avó é santista. Minha avó fala que o maior orgulho dela é ver palmeirense torcendo pro Santos. Ele torce mesmo, está virando santista, com certeza, sempre torce por mim - conta o camisa 37.

Além da emoção pela história de vida, o Menino da Vila foi às lágrimas durante sua entrevista coletiva, mas por motivos de tristeza, ao ser lembrado da tragédia que matou 71 pessoas, incluindo a delegação da Chapecoense.

- Fui acordado pela minha avó, que me deu a notícia. Não gosto de tocar no assunto. Não gosto de falar, mexe com os atletas. É difícil. Nós fazemos muitas viagens, é difícil. É lamentável, não gosto de falar mesmo. Eles merecem homenagens - disse, com lágrimas no rosto.

No domingo, diante do América-MG, o Peixe jogará com o uniforme branco e com os patrocínios na cor verde, como forma de homenagem. Os escudos de Chapecoense e Atlético Nacional da Colômbia estarão estampados na camisa.