icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/08/2015
10:16

Após ter constatado um edema na coxa direita, o atacante Gabigol faz tratamento em dois períodos no Cepraf (Centro de excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol) do CT Rei Pelé, para voltar a jogar o quanto antes. A ideia é estar recuperado para enfrentar a Chapecoense, na próxima quinta-feira, na Vila Belmiro.

O garoto de 18 anos, que faz 19 neste domingo, vinha sentindo dores na coxa desde o jogo contra o Joinville, no fim de julho, mas esperou o duelo contra o Corinthians, pela Copa do Brasil passar para se recuperar.

- É muito ruim ficar fora do jogo contra o Cruzeiro. Mas estou tratando, sem dor, quero voltar logo - disse à Santos TV.

Ele foi substituído na segunda partida das oitavas de final, aos 18 minutos, logo após anotar o tento que abriu o placar na vitória por 2 a 1.

O camisa 10 do time vem sendo o destaque sob o comando de Dorival Júnior. Jogando pelo lado direito do ataque, ao lado de Ricardo Oliveira e Geuvânio, ele tem 12 gols. Inclusive, também foi dele o tento que abriu o placar no jogo de ida das oitavas, na Vila Belmiro.

Sua média de gols com o novo treinador supera até a de Ricardo Oliveira, que é o artilheiro do Brasileirão com 11 gols marcados, dois a mais do que o argentino Lucas Pratto, que joga no Atlético-MG.

Mesmo que não volte na quinta-feira, Gabigol terá tempo o suficiente para se recuperar para as quartas de final da Copa do Brasil, que só acontecerá no final de outubro. O Peixe conhecerá o adversário da próxima fase na segunda-feira pela manhã, por sorteio.

Após ter constatado um edema na coxa direita, o atacante Gabigol faz tratamento em dois períodos no Cepraf (Centro de excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol) do CT Rei Pelé, para voltar a jogar o quanto antes. A ideia é estar recuperado para enfrentar a Chapecoense, na próxima quinta-feira, na Vila Belmiro.

O garoto de 18 anos, que faz 19 neste domingo, vinha sentindo dores na coxa desde o jogo contra o Joinville, no fim de julho, mas esperou o duelo contra o Corinthians, pela Copa do Brasil passar para se recuperar.

- É muito ruim ficar fora do jogo contra o Cruzeiro. Mas estou tratando, sem dor, quero voltar logo - disse à Santos TV.

Ele foi substituído na segunda partida das oitavas de final, aos 18 minutos, logo após anotar o tento que abriu o placar na vitória por 2 a 1.

O camisa 10 do time vem sendo o destaque sob o comando de Dorival Júnior. Jogando pelo lado direito do ataque, ao lado de Ricardo Oliveira e Geuvânio, ele tem 12 gols. Inclusive, também foi dele o tento que abriu o placar no jogo de ida das oitavas, na Vila Belmiro.

Sua média de gols com o novo treinador supera até a de Ricardo Oliveira, que é o artilheiro do Brasileirão com 11 gols marcados, dois a mais do que o argentino Lucas Pratto, que joga no Atlético-MG.

Mesmo que não volte na quinta-feira, Gabigol terá tempo o suficiente para se recuperar para as quartas de final da Copa do Brasil, que só acontecerá no final de outubro. O Peixe conhecerá o adversário da próxima fase na segunda-feira pela manhã, por sorteio.