Alexandre Guariglia
30/03/2017
00:34
Santos (SP)

O técnico Dorival Júnior escalou um time reserva do Santos contra o Novorizontino, na vitória por 3 a 1. Em alguns jogadores não desperdiçaram a oportunidade, especialmente Kayke, autor de dois gols, Rafael Longuine e Thiago Ribeiro. Confira as atuações da partida na Vila Belmiro:

SANTOS
6,0
Vanderlei

Fez o que podia no gol adversário, saiu para o combate, mas foi driblado. Foi o único titular a atuar nesta partida. 

5,0
Matheus Ribeiro

Foi mal, principalmente na marcação. Perdido no lance do gol adversário. Ainda não conseguiu ter uma grande atuação pelo clube. 

6,5
Cléber

Por incrível que pareça, foi o melhor da defesa, fez desarmes precisos. Dá pinta de que disputará posição na equipe titular. 

5,0
Yuri

O jogador, que chegou a ser titular no início da temporada, errou no rebote do escanteio que originou o contra-ataque do gol. 

6,5
Jean Mota

Improvisado mais uma vez na lateral esquerdo, voltou a dar conta do recado e participou do terceiro gol do Peixe. 

6,0
Leandro Donizete

Ficou vendido no gol sofrido, mas depois melhorou e se redimiu na partida. 

7,0
Rafael Longuine

Bela jogada individual e passe melhor ainda no segundo gol do Peixe. Aproveitou a chance que recebeu de Dorival. 

5,0
Léo Cittadini

Ainda buscando retomar ritmo de jogo após recuperar-se de lesão, foi apagado, pouco participativo. 

6,5
Vladimir Hernández

Quase marcou um gol e se movimentou demais. O colombiano, xodó da torcida, arriscou boas jogadas.

6,5
Copete

Deu ótima assistência para Thiago Ribeiro marcar o terceiro gol do Santos. Segue sendo uma espécie de 12º jogador de Dorival. 

7,5
Kayke

Autor de dois gols santistas, o segundo um golaço, de primeira. Provavelmente tenha sido sua melhor atuação com a camisa alvinegra. 

6,0
Matheus Oliveira

Fez sua estreia no time, não comprometeu e teve personalidade,

7,0
Thiago Ribeiro

Quase fez um gol sem querer e se posicionou bem para marcar o terceiro. Segue sendo um bom trunfo no banco. 

5,5
Arthur Gomes

Entrou com o placar já definido e não teve muito tempo para se mostrar.

6,5
Dorival Junior

No primeiro tempo, time não se encontrou, no intervalo arrumou e venceu. Uma vitória importante para assegurar o mando da volta nas quartas de final. 

NOVORIZONTINO
6,5
Michael

Fez grandes defesas em chute de Hernández e em finalização de Matheus Oliveira. Boa atuação.

6,0
Railan

Foi melhor atrás do que no ataque, neutralizou os avanços do Santos, mas errou lances simples ao atacar.

5,5
Jéci

Experiente, conseguiu boas intervenções na defesa, porém no segundo gol ficou no meio do caminho.

4,5
Guilherme Teixeira

Cometeu pênalti colocando a mão na bola na área. Comprometeu a vantagem que o time tinha.

5,0
Igor

Maioria das jogadas do Santos aconteceram pelo seu lado da defesa. Mesmo assim, pouco foi ao ataque.

6,0
Henrique Santos

Iniciou o contra-ataque do gol que abriu o placar do jogo.

5,0
Tormena

Como volante, foi apenas burocrático, não se destacou nem nas projeções ofensivas, nem nas defensivas.

5,5
Caíque

Tentou armar a equipe, mas acabou segurando muito a bola, posse de bola improdutiva. Faltou mobilidade.

6,5
Rodrigo

Fez um baita lançamento no gol de Henrique, além de ter sido incisivo partindo para cima da defesa rival.

6,5
Henrique

Marcou o gol em contra-ataque e até tentou acompanhar Rodrigo nos lances de habilidade, sem sucesso.

5,5
Nilson

É limitado tecnicamente, porém foi brigador e tentou se posicionar para receber a bola que pouco chegou.

5,5
Klenisson

Personagem bem discreto, só foi notado quando entrou.

5,0
Artur

Entrou para dar mais ação ao ataque, mas nem passou perto do êxito.

5,5
Rodolfo

Já com o jogo decidido, não teve muito o que fazer no segundo tempo.

5,5
Silas

Armou bem o time alternativo e soube explorar as deficiências do Peixe. No segundo tempo não manteve o nível.