Santos x Estudiantes

Camisa 10 balançou as redes nesta terça-feira, na Vila Belmiro, e findou jejum (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

LANCE!
25/04/2018
00:10
Santos (SP)

Gabigol findou uma sequência de oito partidas sem balançar as redes pelo Santos na noite desta terça-feira, na Vila Belmiro, mas não pareceu se importar. Ao contrário, o camisa 10 disse estar mais satisfeito pela vitória do que pelo gol. Após boa partida contra o Estudiantes-ARG, o Menino da Vila ainda revelou que leva broncas do técnico Jair Ventura quando sai da área para buscar o jogo, algo que fez muitas vezes no confronto contra os argentinos. 

- Pude ter a calma e fazer o gol. Jejum de oito jogos sem marcar não me incomoda, o que me incomoda é o Santos perder. Hoje, conseguimos uma importante vitória. Centroavante não tem de fazer só gol, pode abrir espaço para os companheiros e ser importante. Se hoje eu não fizesse gol, estaria tranquilo. Quero ajudar o time a conquistar as vitórias - disse à Fox Sports, pouco antes de explicar a dinâmica do ataque santista: 

- Copete já jogou de centroavante, Sasha também. Jair fica um pouco bravo quando eu saio da área. Obviamente, todos sabem que não sou centroavante, gosto de jogar aberto. Centroavante não pega na bola e, quando pega, é para finalizar e fazer o gol. Eu preciso melhorar nisso aí. Jair fica bravo, sim (risos). Mas é normal, eu vou saindo, Sasha passa pelas minhas costas, Copete também. Revezamento é importante.

Pela fase de grupos da Libertadores, o Santos ainda tem pela frente o Nacional-URU, dia 1º de maio, em Montevidéu. Ciente de que a classificação às oitavas de final da competição está encaminhada, o camisa 10 preferiu ser cauteloso. 

- Encaminhada, sim. Concretizada, não. Futebol é complicado. Derrota lá pode nos complicar. Vamos ao Uruguai por mais uma vitória.