Victor Luis e Thiago Martins (FOTO: Fellipe Lucena)

Victor Luis e Thiago Martins deram entrevista nesta quinta (FOTO: Fellipe Lucena)

Fellipe Lucena
14/01/2016
15:47
Itu (SP)

Depois de apresentar Edu Dracena, Erik, Vagner, Rodrigo, Roger Carvalho e Moisés, o Palmeiras "reapresentou" dois jogadores nesta quinta, no Spa Sport Resort, em Itu (SP): o zagueiro Thiago Martins e o lateral-esquerdo Victor Luis, ambos com passagens pela base do clube, voltaram de empréstimo e estão reintegrados ao elenco. Sonhando alto...

- O professor fala para não focar só em uma competição, mas em todas. Contando todas as competições, nós teremos cinco, com o Mundial. Nossa mentalidade é trabalhar firme para fazer excelente campanha no Paulista, junto com a Libertadores - disse Victor Luis, 22 anos, que disputou a Série B do ano passado pelo Ceará.

- Eu e o Vitão, a gente brinca no quarto: "Caraca! Jogar Libertadores...". Qualquer um quer. Na hora que tiver a oportunidade, é entrar e agarrar porque não é fácil, não - acrescentou Thiago Martins, 20 anos, que estava no Paysandu em 2015.

Victor Luis está no Verdão há mais tempo, desde 2011. Ele foi integrado ao elenco profissional em 2013, após jogar por empréstimo na equipe B do Porto (POR), mas só ganhou chances em 2014: foram 33 jogos naquele ano e mais 11 em 2015, com dois gols marcados, até ser cedido ao Ceará. 

Thiago Martins foi contratado em 2013, após surgir como promessa do Mogi Mirim. Ele estreou no fim daquele ano, em uma partida contra a Chapecoense, pela Série B, e disputou um amistoso no início de 2015. Sem espaço, foi para o Paysandu e chamou a atenção de Alexandre Mattos e Cícero Souza.

- Como o Alexandre Mattos falou, a gente precisava tomar essa pancadinha. E essa pancadinha foi muito boa para mim. Agora é voltar ao Palmeiras e fazer tudo o que eu fiz lá no Paysandu, sempre tentando melhorar, para dar certo aqui também - comentou Thiago.

- Volto mais calejado, na vida pessoal e profissional. Aprendi muito. Para mim é gratificante demais vestir a camisa do Palmeiras novamente. Essa saída me ajudou muito, me calejou demais. Eu quero ser lembrado como um jogador que conseguiu títulos, não só um jogador que cresceu em dificuldade. É totalmente diferente jogar brigando para não cair ou por títulos - emendou Victor Luis.