Mouche - Palmeiras x Grêmio, Campeonato Brasileiro (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

Mouche festeja um de seus três gols pelo Palmeiras (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

LANCE!
27/01/2016
17:55
São Paulo (SP)

Quase quatro anos após deixar o Boca Juniors (ARG), Pablo Mouche está de volta ao futebol argentino. O atacante, que tem contrato com o Palmeiras até o meio de 2019, desembarcou em Buenos Aires nesta quarta-feira para assinar seu contrato de empréstimo com o Lanús (ARG), válido até o meio desta temporada, mas não escondeu seu carinho pelo ex-clube ao ser questionado sobre uma possível volta a La Bombonera.

- Hoje em dia tenho que pensar no Lanús. É o Lanús que está confiando em mim para este semestre e fico muito feliz por isso. Depois, mais à frente, sei que vou voltar ao Boca, mas hoje tenho que falar só no Lanús - disse o jogador de 28 anos.

Mouche começou a carreira no pequeno Club Atlético Estudiantes de Buenos Aires e iniciou sua primeira passagem pelo Boca Juniors em 2005. Após ser emprestado ao Arsenal (ARG) em 2006, ele voltou ao clube xeneize em 2007 para conquistar dois Campeonatos Argentinos (2008 e 2011) antes de ser vendido ao Kayserispor, da Turquia, em 2012. Foi deste clube que o Verdão o comprou em 2014, por R$ 11 milhões.

- Saí (da Argentina) com 24 anos. Hoje tenho 28 e cresci muito em todos os sentidos. Quero me adaptar ao Lanús o mais rápido possível. Me preparei muito, fiz um trabalho nas férias antes da pré-temporada. Agora tenho que ganhar ritmo, somar minutos. É isso o que me falta e espero que o Lanús me proporcione isso. Vou dar meu melhor - comentou.

Mouche jamais conseguiu se firmar como titular no Palmeiras. A situação ficou ainda pior depois que ele lesionou gravemente o joelho esquerdo, logo no primeiro amistoso do ano passado, e teve que ficar cinco meses em recuperação. Desde o fim do ano, o atleta vinha dizendo que gostaria de mudar de ares porque Marcelo Oliveira não o levava em conta como um potencial titular. Atlas (MÉX) e Estudiantes de La Plata (ARG) também se interessaram.

- Estou emprestado por seis meses. Em junho, vamos ver o que acontece. Tenho contrato até o meio de 2019 no Palmeiras. A ideia deles foi me emprestar por só seis meses, para que eu jogue esse semestre e eles possam contar comigo depois. Mas você nunca sabe o que pode passar. Minha ideia agora é fazer um grande torneio e ajudar o Lanús a cumprir seus objetivos.