Thiago Ferri
13/10/2016
07:05
Araraquara (SP)

Gabriel Jesus e Mina se juntaram à delegação do Palmeiras em Araraquara na noite de quarta. Caso tudo ocorra como o planejado, eles serão titulares nesta quinta, às 19h30, contra o Cruzeiro. Artilheiro do Verdão no Brasileiro com 11 gols, o camisa 33, assim como o zagueiro colombiano, é uma peça importante, mas se engana quem imagina que há uma dependência.

Quando perdeu Jesus para a Seleção olímpica o time patinou, só que isto não acontece mais. Da atual sequência de 12 jogos sem perder (oito vitórias e quatro empates), o garoto esteve em campo em seis (quatro vitórias e dois empates). Ou seja, se perdeu dois jogos logo que ficou sem Gabriel, o Verdão começou a encontrar soluções, tanto que nas últimas seis vezes que não contou com ele também venceu quatro e empatou duas.

Analisando em gols, dos últimos 14 feitos pelo Palmeiras no Brasileiro – período desde a sua volta da Olimpíada – apenas um foi de Gabriel Jesus. Um bem importante, aliás: o do empate com o Flamengo em 1 a 1, no Allianz Parque. O resultado manteve o Rubro-Negro atrás na tabela.

Pelo Brasil, o garoto de 19 anos está mostrando o que já faz durante todo o ano no Verdão: em quatro jogos com Tite, fez quatro gols, o último na vitória sobre a Venezuela, terça-feira, em Mérida.

Se a cada jogo que passa Gabriel Jesus, jogador do Manchester City a partir de janeiro, ganha destaque internacionalmente, o Palmeiras se mantém forte, mesmo sem seu atacante.

– Está chegando ao final do ano, o time está bem entrosado, até quem está fora. Não é à toa que temos um grupo qualificado e grande, para suprir ausências que tem. Caso ele não possa jogar, tem quem por no lugar para atuar bem – disse Rafael Marques.

Tanto não há dependência de Jesus que o time mantém três pontos de vantagem para o Flamengo mesmo sem contar com o camisa 33 em nove rodadas. Sua volta, porém, é obviamente comemorada, afinal ele é um dos destaques do país em 2016.

Um reforço assim é sempre importante, especialmente porque, se vencer de novo, o Verdão ficará a 12 pontos, ou quatro vitórias, do que Cuca considera necessário para o título brasileiro. E o Cruzeiro é o time que deu a Gabriel Jesus sua última derrota no Brasileiro. Vem a revanche?