Andrei Girotto - Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Andrei Girotto marcou dois gols pelo Palmeiras, um deles contra o Inter (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Fellipe Lucena
19/10/2016
07:30
São Paulo (SP)

Jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, contra um adversário gaúcho, no Allianz Parque. A descrição se encaixa na partida desta quarta-feira, às 21h45, contra o Grêmio, e também no duelo com o Internacional, em 30 de setembro do ano passado. Andrei Girotto, herói palmeirense diante dos colorados, acredita que o desfecho do encontro com os tricolores será o mesmo. E torce para isso até de madrugada...

O volante marcou de cabeça o gol que garantiu a classificação do Verdão para as semifinais da Copa do Brasil de 2015. Foi o terceiro da vitória por 3 a 2, instantes depois de o Internacional fazer 2 a 2, resultado que eliminaria a equipe de Marcelo Oliveira - o jogo no Beira-Rio terminou 1 a 1. Foi o momento de maior brilho da passagem de Andrei pelo Palestra Itália, que durou apenas uma temporada e teve 19 jogos, dois gols e o título da Copa do Brasil.

- Foi um ano difícil para mim. Não tive muitas oportunidades no começo, mas depois o Marcelo Oliveira chegou e deu oportunidade para todos do grupo. Em uma delas, pude ajudar com esse gol. O que vem na minha cabeça é uma felicidade enorme, pela situação do jogo, pelo ano vivido e por ter entrado para a história do Palmeiras - disse o jogador, ao LANCE!.


O contrato de Andrei com o Verdão chegou ao fim em dezembro do ano passado e não foi renovado. Mas engana-se quem pensa que a relação com o clube acabou quando ele assinou com o Kyoto Sanga FC, clube japonês que defende no momento. O volante conserva amigos no elenco alviverde e ainda acompanha a trajetória da equipe.

- Estou sempre acompanhando o Palmeiras. Quando posso, acordo de madrugada para assistir a alguns jogos. Deixei alguns amigos aí e tenho carinho pelo clube. Esse jogo contra o Grêmio não vou conseguir ver, porque será de manhã aqui no Japão e vou estar treinando. Mas quando sair do treino já pego o celular para ver o resultado (risos) - acrescentou ele, autor de quatro gols pelo clube japonês.

Derrotado por 2 a 1 em Porto Alegre, o Palmeiras precisa de uma vitória por 1 a 0 para se classificar nesta noite. Cuca resolveu priorizar o Brasileiro e mandará a campo uma equipe recheada de reservas - Gabriel Jesus deve ser a exceção. Problema? Não para Andrei Girotto. Se ano passado o herói da vaga foi improvável, este ano também pode ser.

- Difícil falar quem pode decidir, tem muitos jogadores de qualidade. Eu apostaria no Vitor Hugo, pela trajetória que ele vem tendo no Palmeiras e pela nossa amizade de tempos, mas sei que eles vão poupar. Dos que talvez joguem, pode ter gol do Thiago Santos, Cleiton Xavier ou Leandro Pereira - palpitou.

Andrei foi embora antes da confecção das faixas de campeão da Copa do Brasil do ano passado e ainda não recebeu o presente do clube, o que acontecerá em breve. Essa lembrança se juntará a outra menos palpável, mas até mais relevante: a da torcida.

- Agradeço pelo carinho que recebo até hoje por mensagens. Leio todas e quando posso respondo algumas. Que o Palmeiras possa passar para a próxima fase com o apoio dessa torcida espetacular - finalizou.