Especial - Gabriel Jesus (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

Gabriel Jesus foi vítima de ato racista no estádio Parque Central (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

LANCE!
21/03/2016
17:19
São Paulo (SP)

Vítima de racismo durante o jogo entre Palmeiras e Nacional, quinta-feira passada, no Uruguai, o atacante Gabriel Jesus manifestou-se pela primeira vez sobre o tema neste domingo. O jovem disse não ter visto o torcedor que foi flagrado pelas câmeras de TV ao imitar um macaco diante dele, mas contou que foi ofendido antes mesmo de a bola rolar.

- Minha mãe me deu muita educação, me ensinou muito nessa vida. Graças a ela, eu sou quem eu sou. Não estou falando que sou alguém famoso, essas coisas, mas pela minha personalidade. Sempre respeitei todos, sempre procurei dar meu melhor em tudo o que eu faço. Aquela cena eu não vi no jogo. Se eu visse, poderia me abalar ou não, assim como não me abalou depois e assim como não me abalou antes de entrar, quando a torcida deles me chamou de macaco - disse o atacante.

O Palmeiras emitiu uma nota de repúdio no dia seguinte ao jogo e solicitou à Conmebol que o episódio fosse relatado na súmula. Gabriel Jesus ainda ironizou:

- Lógico que ninguém quer ser perseguido assim, ninguém quer que as pessoas te julguem com racismo. É complicado que o futebol ainda tenha isso, só que eu acho que o macaco é mais esperto que ele.