Barrios - Palmeiras (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

Lucas Barrios marcou belo gol de cabeça no treino desta manhã (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

Fellipe Lucena
13/01/2016
12:03
Itu (SP)

Quase não houve chutões dos zagueiros para os atacantes no treino do Palmeiras nesta quarta-feira pela manhã, no Spa Sport Resort, em Itu (SP). O técnico Marcelo Oliveira dispôs os 11 titulares pela primeira vez em 2016 e orientou os atletas a saírem jogando sempre com a bola no chão.

O trabalho começou com os titulares atacando os reservas, em atividade com apenas uma trave, em que Vagner e Fernando Prass se revezaram. O time foi formado com Lucas, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Arouca e Matheus Sales; Robinho, Dudu e Gabriel Jesus; Lucas Barrios.

Essa equipe enfrentou João Pedro, Roger Carvalho, Leandro Almeida e Egídio; Thiago Santos e Moisés; Erik, Cristaldo e Allione; Alecsandro.


A saída de bola começava quase sempre com o lateral-direito Lucas, passava por Edu Dracena e Vitor Hugo antes de chegar a um dos meio-campistas, que recuava para começar o jogo. Quase sempre, Arouca era quem fazia essa função. Apesar dos frequentes erros técnicos na finalização das jogadas, o time titular saía jogando com facilidade e, com marcação bem encaixada, quase sempre impedia que os reservas ultrapassassem o meio de campo.

A segunda parte da atividade foi um coletivo, finalmente com 11 contra 11. O time titular voltou com Thiago Santos na vaga de Arouca, enquanto os reservas passaram a ser Vagner, Taylor, Thiago Martins, Leandro Almeida e Egídio; Rodrigo, Moisés; Erik, Régis e Allione; Alecsandro. 

Com essas formações, a saída de bola dos titulares tornou-se mais difícil e surgiram as primeiras ligações diretas, repreendidas por Marcelo Oliveira. Ciente de que a saída de bola foi um dos problemas mais graves de sua equipe na reta final do Brasileirão do ano passado, o técnico pede constantemente que os atletas "rodem a bola".

A atividade teve dois gols, ambos da equipe titular e muito bonitos. O primeiro saiu de uma bela enfiada de Robinho para Gabriel Jesus, que encobriu Vagner. O segundo veio de um cruzamento de Matheus Sales, frequentemente presente no ataque, para belo cabeceio de Lucas Barrios.

As equipes foram se modificando aos poucos, e o time titular terminou com: Prass, Lucas, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Matheus Sales e Thiago Santos; Dudu, Moisés e Gabriel Jesus; Barrios. Já os reservas que terminaram foram: Vagner, Nathan, Thiago Martins, Leandro Almeida e Victor Luis; Rodrigo e Taylor; Allione, Jobson e Régis; Alecsandro.

Cleiton Xavier fica fora
O meia Cleiton Xavier, que tinha participado de todas as atividades da pré-temporada, ficou na sala de musculação nesta manhã. Ele é um dos atletas observados com mais atenção pela comissão técnica para evitar lesões. Outros jogadores deixaram o coletivo mais cedo para evitar riscos, como Arouca, Zé Roberto e Robinho.

Cleiton deve estar pelo menos à disposição para o primeiro compromisso da temporada, na quarta que vem, contra o Libertad (PAR), no quadrangular amistoso que o Verdão disputará no Uruguai. O volante Gabriel e o meia Fellype Gabriel, que fazem recondicionamento físico, não serão usados.