Fellipe Lucena e Thiago Ferri
13/01/2016
19:02
São Paulo (SP)

O Henan Jianye (CHN), enfim, aceitou a oferta do Palmeiras para compra de Rafael Marques. Depois de uma longa queda de braço, o time chinês comunicou no início da noite desta quarta-feira que está de acordo com os termos propostos pelo Verdão. O Alviverde, inclusive, anunciou em seu site oficial a renovação por duas temporadas.

- Sempre deixei bem claro que o meu desejo era permanecer aqui, que é a minha casa. O ano de 2015 foi muito especial para mim e para o clube e eu não conseguia me ver fora de 2016, uma temporada com Libertadores e muita expectativa. Estou feliz demais com o acerto, me sinto muito bem aqui e, graças a Deus, tenho a chance de escrever muitas outras páginas na história deste time gigante - disse o atleta, em entrevista ao site do clube.

O Verdão fez três ofertas ao clube chinês para comprar o camisa 19, e nenhuma delas se aproximou de 1,5 milhão de dólares (cerca de R$ 6 milhões), valor estipulado em contrato para a compra de seus direitos. Embora a quantia não tenha sido divulgada, o L! apurou que o valor é em torno de R$ 3 milhões, ou seja, metade da multa rescisória, e será pago em duas parcelas.

As conversas tinham já avançado, a ponto de aumentar a expectativa da reapresentação do jogador ao Verdão até sexta-feira, em Itu (SP). Neste caso, a vontade do atleta pesou: desde o início da novela Rafael Marques disse que desejava ficar, tanto que abriu mão de um bônus que o Henan devia a ele para acelerar o desfecho com o Palmeiras. Seu empresário, Nenê Zini, foi o responsável por negociar com os chineses, e graças ao pedido de Rafael Marques deu preferência ao Verdão durante toda a novela, mesmo com sondagens de outros times do Brasil após o fim de seu acordo com o Alviverde.

Vice-artilheiro do time no ano passado com 15 gols, Rafael já pegou os seus pertences na Academia de Futebol e está a caminho de Itu (SP). Mesmo reserva no fim da temporada, o atacante de 32 anos é uma figura importante no elenco, que durante a festa do título da Copa do Brasil interrompeu o discurso do diretor de futebol Alexandre Mattos para pedir "fica, Rafael".