icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/08/2015
17:07

No dia em que o Palmeiras completou 101 anos, o ídolo Ademir da Guia foi eternizado no estádio do clube. Depois de ser o guia do Allianz Parque Tour, atração em que torcedores conhecem as instalações da arena alviverde, o Divino marcou seus pés em uma peça que ficará exposta no local, em espaço a ser definido.

- Eu não estava preparado para isso. Merecer essa homenagem é muito gratificante. O Palmeiras me trouxe ainda muito garoto, me deu oportunidades e conquistei títulos. Depois do Allianz Parque, tivemos novos momentos. É muito importante receber o carinho da torcida. Fico grato e orgulhoso de receber todas essas coisas. Só posso agradecer - declarou o ex-camisa 10, hoje com 73 anos.

- Eu fico orgulhoso de ser o atleta que mais atuou pelo Palmeiras. Cada época teve um jogador que mais se destacou, então o torcedor escolhe quem foi melhor. Mas, com 902 jogos, só o Ademir da Guia - vibrou.

Ademir da Guia jogou no Verdão de 1961 a 1977, e depois em 1984. Comandante das Academias dos anos 60 e 70, está eternizado em um busto de bronze nos jardins do Palestra Italia. Marcou 154 gols e conquistou inúmeros títulos, sendo os principais: Campeonato Paulista em 1963, 1966, 1972, 1974 e 1976; Torneio Rio-São Paulo em 1965; Torneio Roberto Gomes Pedrosa em 1967 e 1969, Taça Brasil em 1967 e Campeonato Brasileiro em 1972 e 1973.

No dia em que o Palmeiras completou 101 anos, o ídolo Ademir da Guia foi eternizado no estádio do clube. Depois de ser o guia do Allianz Parque Tour, atração em que torcedores conhecem as instalações da arena alviverde, o Divino marcou seus pés em uma peça que ficará exposta no local, em espaço a ser definido.

- Eu não estava preparado para isso. Merecer essa homenagem é muito gratificante. O Palmeiras me trouxe ainda muito garoto, me deu oportunidades e conquistei títulos. Depois do Allianz Parque, tivemos novos momentos. É muito importante receber o carinho da torcida. Fico grato e orgulhoso de receber todas essas coisas. Só posso agradecer - declarou o ex-camisa 10, hoje com 73 anos.

- Eu fico orgulhoso de ser o atleta que mais atuou pelo Palmeiras. Cada época teve um jogador que mais se destacou, então o torcedor escolhe quem foi melhor. Mas, com 902 jogos, só o Ademir da Guia - vibrou.

Ademir da Guia jogou no Verdão de 1961 a 1977, e depois em 1984. Comandante das Academias dos anos 60 e 70, está eternizado em um busto de bronze nos jardins do Palestra Italia. Marcou 154 gols e conquistou inúmeros títulos, sendo os principais: Campeonato Paulista em 1963, 1966, 1972, 1974 e 1976; Torneio Rio-São Paulo em 1965; Torneio Roberto Gomes Pedrosa em 1967 e 1969, Taça Brasil em 1967 e Campeonato Brasileiro em 1972 e 1973.