Ana Canhedo
11/05/2016
07:05
São Paulo (SP)

Dois atletas vão deixar o Palmeiras nos próximos dias: Leandro Almeida e Régis não viajaram com o elenco para Atibaia e não estão nos planos do técnico Cuca para o segundo semestre. A situação do zagueiro, porém, é diferente da do meio-campista. Por enquanto, ambos tratam lesão na Academia de Futebol, em São Paulo, e aguardam a escolha do próximo clube. 

Leandro tem contrato com o Palmeiras até 2019 e, por isso, será emprestado. A preferência do jogador é permanecer no Brasil e disputar a primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O Bahia, que disputará a Série B em 2016, era um interessado, mas o negócio não evoluiu. 

- Estamos cientes de que o Leandro vai deixar o clube, não há ainda uma definição quanto ao clube, estamos estudando algumas coisas, vendo o que mais agrada ao jogador, mas ele realmente não ficará - admite o empresário do zagueiro, Lincoln, ao LANCE!

Leandro Almeida não atua pelo Verdão desde falha no jogo contra o São Bento, ainda no Campeonato Paulista. Foi massacrado de críticas da torcida palmeirense e afastado do time pelo então técnico Marcelo Oliveira. Atualmente trata dores musculares.  

Régis - Palmeiras (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)
Régis também não deve ficar no clube (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

A situação de Régis é diferente. Ele está emprestado pelo Sport Recife até o fim da temporada e deve assinar apenas uma rescisão contratual nos próximos dias. O destino, porém, também é incerto. Oswaldo de Oliveira, atual técnico do Leão da Ilha, teria interesse em usar o jogador no Brasileirão. 

O Bahia, por sua vez, estaria disposto a comprar parte dos direitos econômicos de Régis para reforçar o elenco para a Série B do Brasileirão, mas a decisão ainda não foi tomada. Jogar a primeira divisão pode pesar na escolha do jogador em cumprir o contrato com o Sport. 

- Alexandre Mattos (diretor de futebol do Palmeiras) é quem pode dizer o que irá acontecer nos próximos dias. Mas o Palmeiras não tem ligação alguma com os direitos do Régis - limitou-se a dizer o empresário do atleta, Paulo Pitombeira.