LANCE!
08/02/2016
07:00
São Paulo (SP)

O meio campo é o lugar dos craques, diz a música do Skank. É também um dos setores mais valorizados da Copa Libertadores 2016. Mais valioso da última edição, Ganso é novamente o mais caro do setor, avaliado em 9 milhões de euros, ao lado do argentino Gonzalo Martínez, do River Plate.

Com contrato com o Tricolor até setembro de 2017, Ganso é constantemente mencionado em futuras vendas do time. Aos 26 anos, tem no currículo os dois principais títulos do continente, algo que apenas São Paulo e Inter têm no país. Gonzalo Martínez, do River Plate, tem 22 anos, e foi campeão da Libertadores no ano passado

O terceiro colocado é o meia Elias, do Corinthians, avaliado em 8 milhões de euros. Único remanescente do setor do campeão do Brasileiro 2015, o jogador ainda é sondado por times chineses e pode nem terminar a competição no Timão.

Atrás dele, aparece o argentino Giovani Lo Celso, de 19 anos, do Rosário Central. Além dele, outro jovem de destaque é o uruguaio Rodrigo Bentancur, de 18 anos, avaliado em 5,8 milhões de euros, que já está na mira do Real Madrid.

Giuliano (Grêmio) e Rafael Carioca (Atlético-MG), são avaliados em 5,5 milhões de euros. O valor é o mesmo do argentino Franco Cervi, do Rosário Central, de 21 anos.

Depois do trio, vem uma turma de seis jogadores, sendo dois palmeirenses, dois gremistas e dois argentinos. Arouca e Jean (Palmeiras), Ramiro e Wallace (Grêmio), e Lodeiro (Boca Juniors) são avaliados em 5 milhões de euros.

Logo atrás, aparecem Giovanni Augusto e Gabriel. O primeiro acaba de chegar ao Corinthians e o segundo se recupera de lesão. Eles valem 4,5 milhões de euros. Mais abaixo ainda estão Gago (Boca Junior) e Blanco (San Lorenzo) avaliado em 4,2 milhões de euros. Robinho (Palmeiras), Willians (Corinthians), Thiago Mendes (São Paulo) e Marcelo Meli (Boca Juniors) fecham a lista com valor de mercado de 4 milhões de euros.