LANCE!
21/03/2016
06:20
São Paulo (SP)

Nos últimos dias dois brasileiros foram chamados para defender outros países do futebol mundial. Na Itália, o meia Jorginho, do Napoli, foi convocado pela Azurra para amistosos contra Espanha e Alemanha. Já no Qatar, Rodrigo Tabata foi convocado para jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, contra Hong Kong.

Mas eles não são os primeiros, e certamente não serão os últimos. Na própria seleção da Itália, Jorginho terá a companhia de outros dois brasileiros, o meia Thiago Motta, do PSG, e o atacante Éder, da Inter de Milão.

Entre os casos recentes, o mais polêmico foi o de Diego Costa, atacante do Chelsea, que chegou a ser convocado por Felipão, então técnico da Seleção, e recusou para jogar pela Espanha. Outra polêmica foi o pedido de dispensa de Rafinha, do Bayern de Munique, convocado por Dunga. A expectativa é que o lateral seja chamado pela Alemanha.

Alemanha que já levou Cacau, Kuranyi e Paulo Rink. Entre as potências europeias, a Espanha teve Catanha, Marcos Senna e Donato. A Itália, além dos três citados, teve Amauri e Mazzola. Outros casos famosos são Deco, Pepe e Liedson em Portugal, além de Roger Guerreiro (Polônia), Ruy Ramos e Túlio Tabaka (Japão), Zinha (México), Araújo e Sheik (Qatar) e Eduardo da Silva (Croácia).

No fim do ano passado, a imprensa especulou uma possível naturalização do argentino Pratto para jogar na Seleção Brasileira, mas nada de oficial.