LANCE!
07/03/2016
06:50
São Paulo (SP)

As oitavas de final da Liga Europa começam nesta quinta-feira e como aperitivo, a Uefa resolveu eleger os melhores sub-23 dos 16 times que estão na disputa por uma vaga nas quartas de final. Entre os 16,  destaque para o brasileiro Philippe Coutinho, do Liverpool.

Veja a lista e o que a Uefa disse sobre cada um dos jogadores, que sonham com o título da segunda competição de clubes mais importante da Europa:

Marcus Rashford (Manchester United, atacante)
Aos 18 anos, ganhou notoriedade ao marcar duas vezes contra o Midtjylland e depois deu uma assistência na vitória do United sobre o Arsenal, por 3 a 2. Louis van Gaal diz que Rashford é um "talento especial".

Hakan Çalhanoğlu (Leverkusen, meia)
Enorme ameaça em lances de bola parada e com boa leitura de jogo, pode atuar em qualquer posição do meio-campo. Tem 22 anos.

Iñaki Williams (Athletic Club, atacante)
Nascido em Bilbao, Williams tem feito parte da equipe do Athletic desde a estreia, em dezembro de 2014. "Protege a bola, é muito rápido e dá-nos muitas opções", diz o treinador Ernesto Valverde.

Coutinho (Liverpool, meia)
O principal criador de jogadas dos "Reds" é chamado de "O Pequeno Mágico" entre colegas e torcedores.  Com hábil toque de bola, criatividade e boa capacidade de passe, o meia-atacante brasileiro tem sido um dos jogadores mais consistentes da Premier League nos últimos 18 meses.

Sergej Milinković-Savić (Lázio, meia)
Membro das seleções jovens da Sérvia campeãs mundiais e europeias, Milinković-Savić, de 21 anos, é forte fisicamente e tecnicamente. Tem sido descrito como "a alma da nova Lázio".

Ozan Tufan (Fenerbahçe, meia)
Vítor Pereira deposita enormes esperanças neste meia-defensivo. Duro e incansável, tem já 19 jogos pela seleção principal da Turquia, apesar de ter somente 20 anos. E o técnico português afirma que pode dar muito mais...

Santi Mina (Valência, atacante)
Chamou a atenção ao marcar quatro golos pelo Celta contra o Rayo Vallecano, em Abril, com 19 anos. Anotou depois mais dois e fez três assistências na goleada de 6 a 0, no mês passado, ao Rapid Viena.

Lukáš Juliš (Sparta, atacante)
Juliš tem a capacidade para aparecer no local certo e na hora exata e marcou nos dois jogos em que foi titular na Liga Europa.

Dele Alli (Tottenham Hotspur, meia)
Elemento fundamental da equipe de Mauricio Pochettino e da seleção da Inglaterra, Alli fez mais jogos no campeonato do que qualquer outro jogador sub-20 nas cinco principais ligas da Europa.

Viktor Kovalenko (Shakhtar, meia)
Aos 20 anos, entrou bem na equipe após a saída de Alex Teixeira para a China. Kovalenko destacou-se na caminhada do Shakhtar até a final da UEFA Youth League da época passada e poderá ser titular pela Ucrânia no UEFA EURO 2016.

Julian Weigl (Dortmund, meia)
Weigl fixou-se como titular do Dortmund no ano passado. O treinador do Bayern, Josep Guardiola, afirmou ter ficado "espantado" com o jogador de 20 anos, apontado como futuro meia da Alemanha.

Breel Embolo (Basileia, atacante)
Prodígio de 19 anos, teve propostas durante a última janela de transferências, entretanto recusadas, por parte do clube.

Sergio Rico (Sevilla, goleiro)
Chegou ao time titular no início da temporada passada devido a lesões dos colegas, um dos quais o português Beto, mas convenceu rapidamente Unai Emery para ser titular. Oito meses depois, Rico, de 1,95m de altura e com 21 anos, fez várias defesas cruciais na caminhada do Sevilla rumo à conquista do
quarto troféu da UEFA Europa League, em Varsóvia.

Rafa Silva (Braga, atacante)
O extremo é a força motriz do Braga. Cinco vezes internacional por Portugal (fez parte dos convocados para o Campeonato do Mundo de 2014), o jogador de 22 anos é arma atacante numa equipe baseada numa defesa forte. Esteve envolvido em seis (dois gols e quatro assistências) dos 11 gols marcados pelo Braga nesta UEFA Europa League.

Samu Castillejo (Villarreal, atacante)
O extremo combina excelente técnica individual e entrega, mas apresenta-se modesto "Não sou estrela", diz. "Sou trabalhador."

Frank Acheampong (Anderlecht, meia)
O meia do Gama tem brilhado na campanha europeia do Anderlecht. Saltou do banco para marcar o gol da vitória sobre o Monaco e depois ajudou a equipe a passar para as oitavas-de-final.