Muhammad Ali

Muhammad Ali morreu na madrugada deste sábado nos Estados Unidos  (Foto: Reprodução/Facebook)

RADAR/LANCE!
04/06/2016
13:24
São Paulo (SP)

Após saber da morte de Muhammad Ali, aos 74 anos, na madrugada deste sábado,Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, prestou homenagem ao ex-pugilista:

- Muhammad Ali era o maior. Ponto. Se você perguntasse a ele, ele te diria. Te diria que ele é duplamente o maior; que ‘algemou a luz, jogou o trovão na cadeia'. Mas o que fez o campeão o maior - o que realmente o separou dos demais - é que todo mundo te diria essa mesma coisa - afirmou Obama, em uma longa mensagem que também foi assinada por sua esposa, Michelle.

- Como todos no planeta, Michelle e eu lamentamos sua morte. Mas também somos gratos a Deus pela sorte que tivemos por tê-lo conhecido, ainda que só por um pouco; o quão afortunados somos pelo fato de o maior de todos ter escolhido agraciar nosso tempo . Um homem que lutou pelo que era certo - disse o presidente, lembrando ainda sobre a contribuição de Ali na luta pelos direitos civis no país:

- Um homem que lutou por nós. Ele ficou com (Martin Luther) King e (Nelson) Mandela; se levantou quando era difícil; falou quando os outros se calaram. Sua luta fora do ringue custou seu título e imagem pública, deu-lhe inimigos na esquerda e na direita, o deixou injuriado e quase o mandou para a cadeira. Mas Ali manteve sua posição. E sua vitória ajudou a nos acostumar com a América que reconhecemos hoje - finalizou Obama.