Cerimonia de Abertura Paraolímpica (Foto:AFP)

Cerimonia de Abertura Paralímpica (Foto:AFP)

LANCE!
08/09/2016
11:39
Afonso Cunha


Achei que no meu coração não coubesse mais indignação, mais do que toda que este momento que a crise nos impôs.

Indignação pela corrupção, pelo sistema político falido, pela falta de generosidade dos nossos dirigentes, pelas mentiras,pela obstrução do futuro de milhares, milhões de brasileiros e por ai vai.

Mas ontem a nossa televião aberta abriu cruelmente o seu espaço neste peito até aqui de mágoa.

A TV aberta brasileira ontem subiu ao pódio para receber uma merecida medalha de lata.

Estes concessionário públicos a título precário e que nunca pagaram um centavo pelas concessões, diferente de praticamente todas aquelas outorgadas pelo poder público, simplesmente ignoraram a cerimônia de abertura dos jogos Paralímpicos ao não transmití-la ao vivo.

Isto mostra de forma inequívoca que elas assumem a estética dos incluídos, ricos, bem apessoados e elegantes, como os seus ancoras de um jornalismo exclusivo.

De que adiantam matérias sobre as dificuldades de acessibilidade, as críticas a falta de oportunidade para os deficientes tão comuns nas telinhas. Demagogia pura.

Na hora de celebrar a superação, a luta pela inclusão e igualdade e mostrar isto para todo o país elas se omitem.

Mais de uma geração vai passar até quem sabe possamos organizar outros jogos Olímpicos e Paralímpicos, ou seja não dá para consertar.

Mas dá para pedir desculpas a todo o país e não só aos deficientes.