Mariana Silva

Mariana Silva garantiu a segunda medalha do Brasil na Turquia (Foto: M. Mayorova/IJF)

LANCE!
02/04/2016
19:52
Samsun (TUR)

O Brasil garantiu mais um lugar no pódio no Grand Prix de Samsun (TUR). Neste sábado, a meio-médio Mariana Silva chegou à decisão da categoria contra a francesa Margaux Pinot, mas sofreu punição no golden score e ficou com a prata. Com isso, somou 180 pontos no ranking mundial. Sarah Menezes já havia conquistado o bronze no primeiro dia de disputas.

– Trabalhei bastante a questão de transferir meu treino para a competição. Lutei um campeonato nacional antes de vir pro Grand Prix justamente para conseguir esse objetivo. Acredito que esse processo foi bastante positivo para esse resultado – disse Mariana.

A campanha da judoca teve dois ippons e outras duas lutas com vitória por ter sido punida menos vezes que a adversária. No primeiro combate, a atleta do Minas passou pela russa Pari Surakatova na diferença de punições (2 a 1). Depois da estreia, mais confiante, começou a mostrar o seu melhor judô. Na segunda luta, ippon sobre a croata Andreja Dakovic com dois minutos e cinquenta de luta.

Nas quartas-de-final, ippon sobre a austríaca Kathrin Unterwurzacher, cabeça de chave número um da competição e atual quarta colocada no ranking mundial, com apenas 19 segundos de luta. Na semifinal, outra vitória sobre uma austríaca, Hilde Draxler, mas dessa vez na diferença de punições (2 a 1). Na decisão, a luta terminou sem pontuação ou punição para nenhuma das duas atletas no tempo normal. Com pouco mais de dois minutos da prorrogação (golden score), Mariana foi punida e encerrou a luta com vitória de Margaux Pinot.

– Eu consegui lutar muito tranquilamente, com efetividade e agressividade. Estou muito feliz com a minha competição mas sei que foi apenas um passo rumo à vaga olímpica e, consequentemente, para a minha medalha – concluiu Mariana.

Os outros brasileiros que competiram neste sábado não conseguiram chegar ao bloco final. Victor Penalber (81kg) e Maria Portela (70kg) tiveram suas lutas decididas no golden score. Com pouco mais de um minuto, Penalber foi punido e caiu ante Dagvasuren Nyamsuren (MGL). E Portela acabou sofrendo um yuko contra Lola Mansour (BEL) quando a luta já chegava a cinco minutos e meio. Por fim, Alex Pombo (73kg) foi derrotado por ippon por Cedric Bassol (MON).

Tiago Camilo (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), David Moura (+100kg), Rafael Silva (+100kg) e Rochele Nunes (+78kg) encerram a participação do Brasil na competição neste domingo. As preliminares começam às 4h da manhã e as finais serão às 11h, no horário de Brasília.