Vôlei Nestlé coloca duas jogadoras na seleção do primeiro turno da Superliga

Vôlei Nestlé está na segunda colocação da Superliga (Foto: João Pires/Fotojump)

LANCE!
06/01/2017
14:07
São Paulo

A Superliga feminina volta a sediar uma partida em Manaus (AM). Depois de receber mais de 4.700 pessoas no primeiro turno no duelo entre São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) e Dentil/Praia Clube (MG), a Arena Amadeu Teixeira será, mais uma vez, palco de um grande duelo. O time do ABC Paulista enfrenta, neste sábado, o Vôlei Nestlé (SP), às 21h (horário de Brasília). A partida é válida pela primeira rodada do returno da competição. Essa é uma iniciativa no intuito de descentralizar cada vez mais a modalidade.

No primeiro turno, o Vôlei Nestlé levou a melhor sobre o São Cristóvão Saúde/São Caetano por 3 sets a 1. Na classificação geral, o time de Osasco aparece na segunda posição, com 27 pontos (nove vitórias e duas derrotas). Já a equipe do ABC Paulista está na nona colocação, com nove pontos (três resultados positivos e oito negativos). O Rexona-Sesc lidera, com 31 pontos.

O técnico do São Cristóvão Saúde/São Caetano, Haírton Cabral, elogiou a torcida maranhense e relembrou bons momentos vividos em solo amazonense.

- O primeiro jogo que fizemos em Manaus foi surpreendente e não esperávamos a receptividade que recebemos por lá. Fomos tratados como uma seleção brasileira. A recepção da mídia foi muito grande desde a nossa chegada no aeroporto. A torcida acompanha e entende de voleibol. Foi muito impactante positivamente para nós.

O treinador ainda fez uma avaliação de seu adversário.

- É um jogo difícil e o Vôlei Nestlé cresceu no final do turno conseguindo uma grande vitória contra o Rexona-Sesc. A nossa equipe também melhorou no final da primeira fase com duas boas vitórias e esperamos manter esse bom momento nesse início de returno. Queremos fazer um jogo equilibrado - ressaltou Haírton Cabral.

O técnico Luizomar de Moura, do Vôlei Nestlé, falou da importância de descentralizar o voleibol e comentou a expectativa para o confronto em Manaus.

- É muito importante levar o voleibol para outras regiões do país. Esperamos um ginásio lotado e os torcedores incentivando as equipes. Quando trabalhei como treinador das seleções de base do Brasil fui muitas vezes para Região Norte. Acredito que esses jogos da Superliga vão inspirar muitos jovens talentos a praticar o voleibol e futuramente esses jovens poderão chegar à uma seleção brasileira - disse Luizomar de Moura.

Sobre o duelo contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano, Luizomar espera um jogo difícil contra um time de tradição.

- Tenho muito respeito pelo Haírton Cabral e por todo o trabalho que é desenvolvido em São Caetano. Algumas jogadoras da equipe deles defenderam nosso time em outras temporadas. Acredito que a equipe delas vai evoluir nesse segundo turno e subir na tabela de classificação. Vamos enfrentar um time que conhecemos bem e teremos que manter o foco durante toda a partida.

Venda de ingressos

Os ingressos são vendidos na bilheteria da Arena Amadeu Teixeira das 9h às 18h nos dias da semana e no sábado (07.01), na hora da partida, o local também estará aberto. O público também tem a possibilidade de comprar os ingressos pelo site http://www.guicheweb.com.br.

Outras partidas

A primeira rodada do returno terá início nesta sexta-feira com dois duelos. O Dentil/Praia Clube (MG) terá pela frente o Renata Valinhos/Country (SP), às 19h30, no ginásio do Praia, em Uberlândia (MG), e, na sequência, às 21h30, o Rio do Sul (SC) duelará com o Sesi-SP, no Artenir Werner, em Rio do Sul (SC), com transmissão do SporTV.

O sábado terá mais uma partida. O Terracap/BRB/Brasília Vôlei (DF) enfrentará o Pinheiros (SP), às 18h, no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF).

As duas últimas partidas da rodada serão realizadas na próxima segunda-feira . O Rexona-Sesc (RJ) receberá o Fluminense (RJ), às 19h30, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). Na sequência, às 20h, o Camponesa/Minas (MG) terá pela frente o Genter Vôlei Bauru (SP), na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG).