Isadora Williams

Isadora Williams conquistou vaga olímpica para PyeongChang 2018 (Foto: Reprodução)

LANCE!
30/09/2017
23:49
Rio de Janeiro (RJ)

A brasileira Isadora Williams se tornou neste sábado a primeira atleta do país no desporto no gelo a conquistar vaga nos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang-2018. A patinadora garantiu a classificação no Programa Livre no Troféu Nebelhorn, na Alemanha, ao terminar a competição em quinto lugar, com nota final de 154.21 pontos, sua melhor na temporada. 

- Este é um momento muito especial para mim. Vai ser a minha segunda oportunidade de patinar nos Jogos Olímpicos e tenho muito, muito orgulho disso - afirmou Isadora, que em Sochi 2014 tornou-se a primeira atleta sul-americana a participar da competição olímpica da Patinação Artística.

Para conquistar a vaga, ela precisava terminar o Troféu Nebelhorn como uma das seis primeiras colocadas entre as atletas dos países que não tinham garantido classificação no Mundial de Patinação Artística. A brasileira carimbou seu passaporte com sobras. Na sexta-feira, obteve uma nota 53.44 no Programa Curto. Neste sábado, deu um show no Programa Livre, conseguindo nota 100.77 e totalizando 154.21 pontos. Foram suas duas melhores apresentações nesta temporada.

- Eu estava bem ansiosa antes de começar. Mas no geral fui muito bem e estou muito feliz com esta apresentação de hoje - disse a brasileira, que pela primeira vez ficou no top 5 de um evento da Challenger Series da ISU (Federação Internacional de Patinação Artística).

Até os Jogos Olímpicos, Isadora ainda deve fazer mais três competições na temporada de inverno do Hemisfério Norte, aproveitando para aperfeiçoar os detalhes da sua apresentação. O objetivo para PyeongChang 2018 está traçado:

Ao todo, a prova Individual Feminina terá 30 atletas nos Jogos Olímpicos. As primeiras 24 cotas foram preenchidas no último Mundial de Patinação Artística: Rússia, Canadá e EUA (3 cada), Japão, Itália, Coreia do Sul e Cazaquistão (2 cada) e China, Bélgica, Eslováquia, França, Alemanha, Hungria e Letônia (1 cada). O Troféu Nebelhorn foi a última oportunidade de classificação e, além do Brasil, deu vagas para a Austrália (com Kailani Craine, 1ª colocada), Suécia (Matilda Algotsson, 2ª), Suíça (Alexia Paganini, 3º), Finlândia (Viveca Lindfors, 6ª) e Ucrânia (Anna Khnychenkova, 7ª). A alemã Nathalie Weinzierl foi a quarta colocada, mas a Alemanha já tinha uma vaga olímpica pelo Mundial.