icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
30/08/2015
10:50

Os Estados Unidos era apontado como favorito para o revezamento 4x400m no Campeonato Mundial de Atletismo, disputado no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim, na China, neste domingo. No entanto, na pista, a equipe da Jamaica superou o quarteto dos EUA e conquistou a medalha de ouro. 

Na competição masculina, porém, os Estados Unidos foi melhor e ficou com o ouro. Este foi o nono ouro dos EUA em Mundias, o sexto deles de forma consecutiva. Trinidad e Tobago e Grã-Bretanha ficaram como prata e bronze, respectivamente, deixando os jamaicanos fora do pódio.

- Eu adoro os holofotes, adoro correr nos grandes palcos. O cara da Jamaica era o âncora. Quando ele passou por mim, eu não alterei em nada minha corrida, não me descontrolei, porque sabia que ele faria assim. Me compus e mantive o meu ritmo porque sabia que chegaria inteiro com condições de cruzar em primeiro. Acho o 4x400m o evento mais emocionante do atletismo. Vir aqui e fechar o show foi importante para as pessoas lembrarem que ainda estamos aqui - disse La Shawn, medalha de ouro com os EUA, mostrando que a partir de agora as atenções estão voltadas para a Olimpíada do Rio:

- Foi um evento que nos colocou bem para chegarmos bem no Rio.

Os Estados Unidos era apontado como favorito para o revezamento 4x400m no Campeonato Mundial de Atletismo, disputado no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim, na China, neste domingo. No entanto, na pista, a equipe da Jamaica superou o quarteto dos EUA e conquistou a medalha de ouro. 

Na competição masculina, porém, os Estados Unidos foi melhor e ficou com o ouro. Este foi o nono ouro dos EUA em Mundias, o sexto deles de forma consecutiva. Trinidad e Tobago e Grã-Bretanha ficaram como prata e bronze, respectivamente, deixando os jamaicanos fora do pódio.

- Eu adoro os holofotes, adoro correr nos grandes palcos. O cara da Jamaica era o âncora. Quando ele passou por mim, eu não alterei em nada minha corrida, não me descontrolei, porque sabia que ele faria assim. Me compus e mantive o meu ritmo porque sabia que chegaria inteiro com condições de cruzar em primeiro. Acho o 4x400m o evento mais emocionante do atletismo. Vir aqui e fechar o show foi importante para as pessoas lembrarem que ainda estamos aqui - disse La Shawn, medalha de ouro com os EUA, mostrando que a partir de agora as atenções estão voltadas para a Olimpíada do Rio:

- Foi um evento que nos colocou bem para chegarmos bem no Rio.