Capitãs da Seleção Brasileira Feminina de Rúgbi (Foto: João Neto/Fotojump)

Capitãs das equipes das seleções que disputarão o Rugby Sevens, em Barueri  (Foto: João Neto/Fotojump)

RADAR/LANCE!
19/02/2016
13:03
Barueri (SP)

Com as principais seleções do mundo, o município de Barueri, em São Paulo,  abriu as portas para receber o 'Super Desafio BRA de Rugby Sevens' – 2ª Etapa do Circuito Mundial da categoria -, nesta quinta-feira. 

Em ano olímpico, este é o primeiro desafio da Seleção Brasileira Feminina de rúgbi em casa.  A competição será disputada na Arena Barueri, nos próximos dias 20 e 21, e as meninas do país tupiniquim integram o Grupo C, ao lado de Inglaterra, Japão e França. Parte das equipes participantes já garantiu presença nos Jogos Rio-2016. Para a capitã do Brasil, Paula Ishibashi, o pensamento já esta no campeonato.

- É muito gratificante jogar em casa. Ainda mais em um Circuito Mundial, competição em que lutamos muito para participar. Essa será a 3ª temporada seguida em que o Brasil recebe o torneio. Estamos muito felizes e focadas. Treinamos duro nas últimas semanas já pensando no campeonato -  afirmou a capitã. 

Sob o comando do técnico Chris Neill, as brasileiras intensificaram os treinamentos físicos, técnicos e táticos visando a preparação para o campeonato. Na primeira etapa, disputada em Dubai, as meninas figuraram entre as 10 melhores classificadas.

- Para esta etapa, temos meninas estreantes, como a Bianca Santos. Ela tem um grande potencial, e isso renova as energias do grupo. Estamos todas focadas e bem fisicamente para a competição - completou Paulinha.

Além de acompanhar uma modalidade olímpica e ver de perto grandes jogadoras, os torcedores que forem até a Arena Barueri terão à disposição um festival de foodtrucks, além de outras atrações. Os ingressos para o torneio são gratuitos, mediante a doação de 1kg de alimento não-perecível.

A temporada 2015/16 da competição feminina conta com quatro etapas. A primeira delas foi realizada em Dubai, no último ano. Após Barueri, Estados Unidos e Canadá fecham o calendário.