Clélia Costa - Boxe (Foto: Divulgação)

Clélia Costa foi pega em exame antidoping no ano passado, e teve pena aumentada para dois anos (Foto: Divulgação)

LANCE!
13/01/2016
19:51
São Paulo (SP)

Uma das principais apostas da Seleção para a disputa do boxe na Olimpíada do Rio de Janeiro, em agosto, está fora da competição. Após testar positivo em um exame antidoping em outubro (divulgado em novembro) para a substância furosemida (diurético) e ser suspensa inicialmente por seis meses, Clélia Costa viu a pena aumentar para dois anos.

O julgamento aconteceu no Superior Tribunal de Justiça Desportiva da modalidade, na última segunda-feira. O caso só foi retomado depois de um pedido da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). A atleta ainda pode recorrer da punição na Corte Arbitral do Esporte (CAS).

A brasileira conquistou o bronze no Mundial de 2014, na categoria até 51kg. Além dos Jogos Olímpicos, ela tinha como meta neste ano obter um bom resultado no Mundial, de 19 a 27 de maio, em Astana, (CAZ).

Vale lembrar que a furosemida é uma substância que pode ser utilizada para a perda de peso ou para mascarar o consumo de outras substâncias dopantes. Outros brasileiros já foram advertidos por seu uso em outras ocasiões, como o nadador Cesar Cielo e a ginasta Daiane dos Santos.