Após falha no sistema, brasileiro é eliminado nas oitavas na paralimpíada

Foto: Divulgação/Daniel Basil/MPIX/CPB

LANCE!
12/03/2018
16:18

O brasileiro André Cintra fez sua estreia nos Jogos Paralímpicos de Inverno neste domingo, no snowboard cross. No entanto, problemas técnicos no sistema de largada prejudicaram sua prova. O brasileiro fez o 10º melhor tempo, de 13 competidores e se classificou para as oitavas de final, mas caiu para o japonês Oguri Daichi, quando houve o problema que atrasou a prova por mais de uma hora. O brasileiro volta a competir nesta quinta, no banked slalom.

— Na descida classificatória, eu fiz um tempo razoável, que dava para melhor nas oitavas. Mas com a confusão com o starter, que eles trocaram umas cinco vezes, ficamos em uma situação de ‘põe a prancha’, ‘tira a prancha’ que acabou desconcentrando — ressaltou André — Eu lembrava que tinha um erro na primeira descida que iria corrigir. É uma prova que demora um minuto e que, uma curva mal feita, pode te eliminar. A concentração é importantíssima nestes casos — lamentou.

André disputou a prova da classe LL1 (deficiência em membros inferiores e amputações acima do joelho). A prova deste domingo, teve cinco etapas, porém, o brasileiro foi eliminado na segunda. A primeira etapa teve 13 competidores de 10 países e a segunda, as oitavas de final, André foi eliminado pelo japonês após diversos problemas técnicos que atrasaram sua prova. O ouro ficou com o norte-americano Mark Schultz. Completaram o pódio o holandês Chris Vos e o também norte-americano Noah Elliott, prata e bronze, respectivamente.

O Brasil participa pela segunda vez de uma edição dos Jogos Paralímpicos de Inverno. Além de André, estão em PyeongChang Aline Rocha e Cristian Ribera, do esqui cross country. A dupla estreou no sábado à noite, na prova de 12km e 15km, respectivamente, quando Aline terminou em 15º e Cristian conquistou um inédito 6º lugar. Os dois competem de novo nesta terça, à noite.