LANCE!
13/02/2016
13:30
Rio de Janeiro (RJ)

No dia 12 de dezembro de 2015, Chris Weidman acabou derrotado por Luke Rockhold e perdeu o cinturão dos médios do UFC. Com uma atuação abaixo do esperado, o lutador foi dominado até ser nocauteado. Porém, o algoz de Anderson Silva não estava 100% fisicamente e seu treinador Ray Longo revelou o que estava incomodando o "All American" no confronto.

- Ele quebrou o pé e não teve como ele se preparar da maneira que gostaríamos. A fratura foi em dois lugares e acho que isso mexeu com a cabeça dele - afirmou o técnico, em entrevista à "ESPN" americana.

No entanto, Longo fez questão de não usar isso como desculpa pelo revés. Segundo o treinador, Weidman já lutou outras vezes machucado e nunca havia sido derrotado antes na sua carreira. 

- Não podemos dar desculpas por isso. Weidman já lutou lesionado outras vezes e já passou por situações piores, mas sinto mal por isso. Aljamain Sterling, seu parceiro de equipe, se machucou antes de lutar dia 11 de dezembro e venceu. Então, você nunca sabe - completou o técnico.

Chris Weidman volta ao octógono em junho, quando terá a revanche pelo cinturão da categoria contra o campeão Luke Rockhold, no UFC 199.