LANCE!
17/10/2016
18:01
Rio de Janeiro (RJ)

Diante da incerteza que cerca seu retorno ao MMA nos últimos anos, Georges Saint Pierre deu, enfim, uma notícia motivadora aos fãs de lutas. Segundo o ex-campeão dos meio-médios do UFC, após desentendimentos com a organização a respeito de seu retorno, seu advogado conseguiu livrá-lo do contrato com o UFC, o que o torna agora um "free agent" (agente livre).

Em participação no programa The MMA Hour, GSP afirmou que está livre do contrato com o UFC e pode negociar novos contratos, mas não confirmou se vai voltar a lutar um dia.

- Agora sou um agente livre. Meus advogados conseguiram encerrar meu contrato com o UFC. Fiquei decepcionado, pois chegamos perto de um acordo para a minha volta, mas tudo foi "colocado no gelo" enquanto os novos donos assumem seus postos no show. Disseram que teriam de gastar muito dinheiro para me apresentar ao novo público. Foi como um choque para nós, achamos que estávamos quase lá. Temos o melhor advogado do jogo. Ele deu um prazo para me darem uma luta, eu queria lutar. Estivemos muito perto de chegar a um acordo, mas infelizmente não aconteceu. Eu sou um perdedor, o UFC é um perdedor... Todos perdem com isso. Eles não precisam me apresentar a ninguém. Sei que posso vender um evento inteiro no Canadá em minutos. Estou muito decepcionado, gastei muita energia com isso. Infelizmente é o que é. Agora preciso de um pouco de tempo. Estava esperando por algo durante muito tempo. Fiquei emocionalmente envolvido com isso. Preciso de tempo para cuidar de mim. Agora não estou tão empolgado quanto estava no início, agora estou em águas desconhecidas. Não faço ideia do que pode acontecer. Vamos ver - explicou o lutador, citando que a mudança de postura da franquia com a chegada dos novos diretores do Ultimate foi a principal barreira para sua volta ao Ultimate.

O astro canadense ainda falou sobre sua relação com o presidente do UFC Dana White, que vem declarando na imprensa que o ex-campeão "não quer voltar a lutar". 

- As pessoas entendem errado às vezes. Eu não desgosto do UFC, eles fazem o melhor para eles. Dana é o melhor promotor do mundo. Não poderíamos viver de MMA se não fosse por Dana White. Agora infelizmente na situação estamos um contra o outro, mas faz parte. Só uma pessoa sabe quando eu estou pronto para lutar. E essa pessoa sou eu, não Dana White. Ele não sabe o que é ser lutador. Muito foi dito na mídia. Tento não levar pelo lado pessoal, mas falaram coisas como se eu estivesse tentando manipular o sistema. O problema é que a maioria dos lutadores está com sede, o que é bom para o UFC. Se seus empregados estão com sede, fica mais fácil controlá-los. Eu nunca terei medo de defender aquilo que acredito - garantiu.

Saint Pierre não deixou claro se irá negociar com outras organizações, se vai voltar a lutar MMA ou se vai encerrar a carreira fora do contrato com o UFC.

- Sinto que estou no meu melhor. Sou confiante que posso bater o campeão atual. Esse é meu nível de confiança. Sou um homem livre agora. Isso me dá mais opções. Nunca estive nessa situação antes, então vamos ver - declarou.

Georges Saint Pierre anunciou sua aposentadoria do MMA em dezembro de 2013. O astro canadense alegou que precisava de um tempo para resolver questões pessoais e desde então flerta com o retorno ao esporte.