LANCE!
11/01/2016
12:33
Rio de Janeiro (RJ)

Para entrar na onda da Bola de Ouro, premiação promovida pela Fifa para promover o melhor jogador de futebol da temporada, o Lance! quer saber do internauta: e se existisse uma "Luva de Ouro" para eleger o melhor lutador do UFC em 2015? Escolha o seu atleta favorito, aquele que mais impressionou por suas performances no ano. Participe e comente!

*A escolha dos atletas foi feita de acordo com o número e a expressividade de suas apresentações no octógono durante a temporada de 2015

Luke Rockhold
Depois de arrasar Lyoto Machida e batê-lo com uma finalização em abril, Luke Rockhold ganhou a chance pelo cinturão do UFC, foi contestado, mas não fez feio. O americano nocauteou Chris Weidman e se tornou o dono do cinturão dos médios com uma vitória no UFC 194, em dezembro.

Rafael dos Anjos
Em março de 2015, depois de ser considerado grande azarão, Rafael dos Anjos "quebrou a banca" e atropelou Anthony Pettis com uma performance dominante para se tornar o novo campeão dos leves. Em dezembro, ele fez sua primeira defesa de título e atropelou Donald Cerrone com um nocaute com pouco mais de um minuto.

Holly Holm
Apesar performances discretas contra Raquel Pennington e Marion Reneau em fevereiro e julho, respectivamente, Holly Holm chocou o mundo ao conquistar o resultado mais inesperado do ano. Com uma apresentação intocável, a ex-boxeadora não tomou conhecimento da estrela Ronda Rousey e a nocauteou com um chute alto na cabeça.

Conor McGregor
O irlandês cumpriu tudo aquilo que prometeu na temporada. Em janeiro, ele nocauteou Dennis Siver. Em julho, nocauteou Chad Mendes e conquistou o título interino dos penas. Depois, em dezembro, pelo UFC 194, derrubou José Aldo em apenas 13 segundos para se consagrar de forma espetacular como o campeão absoluto dos penas do UFC.

Joanna Jedrzejczyk
Depois de conquistar o título peso palha feminino em março, a polonesa defendeu seu cinturão duas vezes. Contra Jessica Penne, em julho, conquistando uma vitória por nocaute, e contra Valerie Letourneau, em novembro, mantendo o título na decisão dos juízes em luta emocionante de cinco rounds.