LANCE!
03/10/2016
11:44
Rio de Janeiro (RJ)

Uma das maiores "novelas" da história é a realização da superluta entre Ronda Rousey e Cris Cyborg. A americana e a brasileira já trocaram diversas provocações na internet e maximizaram o apelo do confronto, mas a questão do peso onde a luta aconteceria sempre foi uma barreira. Mas uma publicação feita por Rousey no passado pode dar um argumento a Cyborg. 


O jornalista Jonathan Snowden divulgou uma mensagem publicada por Ronda em 2011 onde a americana elogia a ideia de uma "divisão aberta" até 63,5kg para atletas da divisão dos galos (61,2 kg) encontrarem lutadoras da categoria peso pena (65,7 kg).

-  Aquele caminho até 63,5 kg poderia ser uma divisão "aberta" onde lutadores das duas categorias poderiam se encontrar por grandes combates nos eventos do UFC - afirmou a lutadora, em agosto de 2011. 

Na época, Ronda lutava pelo Strikeforce e o UFC sequer tinha projetado a chegada do MMA feminino. Porém, a opinião da americana pode ser usada por Cyborg, que já declarou diversas vezes que gostaria de fazer um duelo com a rival exatamente na divisão até 63,5 kg, que caracteriza o "meio do caminho" entre a divisão de ambas.

Ronda Rousey é uma atleta da categoria até 61,2 kg. Já Cyborg, luta pela divisão até 65,6 kg. O peso até 63,5 kg não existe, mas tem sido usado pelo Ultimate para Cris Cyborg atuar. Ambas estão sem lutas marcadas pela organização do UFC até o momento.