Ovince St Preux (FOTO: Luis Fernando Coutinho)

                          OSP foi derrotado por Jones em disputa de cinturão interino -  (FOTO: Luis Fernando Coutinho)

LANCE!
19/07/2016
11:24
Rio de Janeiro (RJ)

Após ser flagrado no exame antidoping, em teste feito no dia 16 de junho, com dois bloqueadores de estrogênio no organismo, Jon Jones voltou a passar por mais uma fase nebulosa em sua carreira. O lutador foi retirado da disputa de cinturão contra Daniel Cormier no UFC 200, e está suspenso preventivamente até que a Comissão Atlética de Nevada defina a data do seu julgamento.

O lutador alega inocência e afirma ser vítima de sua própria ignorância, mas os argumentos do ex-campeão dos meio-pesados não tem convencido seus companheiros de trabalho, como Ovince St-Preux, que foi derrotado por Jones em abril deste ano, em disputa de cinturão interino e usou o seu Facebook para atacar o rival.

- No dia 16 de junho Jon Jones foi pego usando drogas TPC (Terapia Pós-Ciclo). Isso significa que ele estava usando algum tipo de substância para aumento de performance antes dessa data. A questão é: quando ele começou a usar isso? Antes da nossa luta ou depois? Não há muitas pessoas que podem responder essa questão, mas o Jon Jones é uma delas. Então, estou perguntando: Quando você começou a tomar drogas de aumento de performance, Jon? Eu queria enfrentar o melhor lutador do mundo, mas não assinei para enfrentar um trapaceiro. Então, seja digno e nos diga a verdade. Todos nós sabemos que você estava tomando drogas de aumento de performance, porque você foi pego com drogas usadas após ciclo de esteroides. Apenas diga a verdade para o mundo - escreveu o lutador.

Jon Jones derrotou OSP na decisão unânime dos juízes em sua última apresentação e foi muito criticado por estar mais forte do que o normal e com muito menos mobilidade. Após a fraca atuação, Jones disse que havia abandonado o levantamento de pesos e que as pessoas veriam o velho Bones de volta na luta contra Cormier. No entanto, o atleta acabou retirado da disputa em cima da hora e deu lugar a Anderson Silva, que acabou derrotado por DC na decisão unânime dos juízes.