Thiago Marreta foi nocauteado por Gegard Mousasi

                Mousasi nocauteou Thiago Marreta ainda no primeiro round do UFC 200 - (FOTO: AFP)

LANCE!
12/07/2016
10:26
Las Vegas (EUA)

Após Jon Jones ter sido retirado do card do UFC 200, em Las Vegas (EUA), por ter sido flagrado no exame antidoping, Gegard Mousasi, que nocauteou Thiago Marrera no mesmo evento, fez campanha nas redes sociais para enfrentar Daniel Cormier.

Durante coletiva após o UFC 200, o holandês revelou que o Ultimate assegurou que a luta contra o campeão dos meio-pesados seria sua, mas Anderson Silva acabou assumindo o lugar.

- Eles disseram que a luta era minha, fiquei muito feliz. Pensei que ia comer espaguete, não ia precisar cortar peso, e aí eles ligaram e disseram “talvez” e eu tive que voltar a pensar na luta anterior. Só queria lutar pelo cinturão contra o DC porque eu não tinha nada a perder, era uma oportunidade. Quando você não tem nada a perder, torna-se é perigoso. Mas não acho que mereço lutar pelo cinturão dos meio-pesados - ponderou.

Embalado por duas vitórias consecutivas no peso-médio, o último revés de Mousasi aconteceu em setembro de 2015, quando acabou nocauteado por Uriah Hall e o lutador sonha com essa revanche para poder provar a sua superioridade, segundo ele.

- Se as pessoas não conhecem o esporte é culpa delas, sei que sou melhor do que ele. Gostaria de enfrentar o Hall novamente, mas não acho que o UFC quer essa luta. Ele nunca foi um cara top 10. Eu quero uma luta grande, qualquer nome que me leve à chance ao cinturão - encerrou.

Na luta principal do UFC 200, Amanda Nunes finalizou Miesha Tate e tornou-se a primeira mulher brasileira a conquistar um cinturão pela organização.