Lineker

Paranaense, John Lineker venceu John Dodson na decisão dividida dos juízes (FOTO: Divulgação/UFC)

LANCE!
02/10/2016
02:39
Portland (EUA)

O UFC Portland, ocorrido neste sábado, contou com seis brasileiros em ação. E o saldo foi positivo. Foram quatro vitórias tupiniquins no show, com destaque para os triunfos de John Lineker e Alex Oliveira, que bateram John Dodson e Will Brooks, respectivamente. O primeiro venceu na luta principal e se aproximou de uma chance pelo cinturão dos galos e ainda desafiou o campeão Deominick Cruz ao final do combate.

Com um jogo plantado e sempre cercando Dodson em busca de encurtar a distância para encaixar suas "mãos de pedra", Lineker, apesar do volume ligeiramente menor, conectou os golpes mais fortes. O paranaense usou seu jogo de boxe e soube evitar as tentativas de derrubadas do rival. Já Dodson, usou sua velocidade para se livrar dos ataques do brasileiro e acertou alguns contragolpes em Lineker. No fim, triunfo na decisão dividida do brasileiro.

- Dei o meu melhor, dei um show para o público. Treinei de tudo, muito forte, lutei igual do primeiro ao último. Luto com quem o UFC quiser, mas quero o Dominick Cruz, acho que mereço isso. Não tem mais para onde ele correr - disparou o brasileiro.

Com o resultado, Lineker soma 29 vitórias e sete derrotas na carreira. Ele emplacou sua quarta vitória consecutiva na divisão dos galos e pode se aproximar de uma chance pelo título da categoria.

Caubói vence Brooks e anuncia mudança de divisão
Uma dos principais combates do UFC Portland teve desfecho especial para o Brasil. Na co-luta principal do show, Alex "Caubói" Oliveira conquistou a maior vitória de sua carreira ao bater o veterano Will Brooks por nocaute técnico aos 3m37seg do terceiro round. Com uma atuação baseada na luta agarrada, onde aplicou ataques na curta distância e derrubou o rival sempre que possível, o brasileiro conseguiu atacar as brechas do americano e conquistou o triunfo pela categoria dos leves. Ao fim do combate, ambos trocaram farpas.

- A luta foi muito boa, fizemos uma grande luta. Quero pedir desculpas pelo corte de peso, ele (Brooks) me insultou. Nunca fiz isso na minha carreira, sempre respeitei meu adversário. Ele me desacatou e xingou a minha mãe. Mãe é sagrado. Mãe e filho. Já treinei com ele, nunca o desrespeitei, mas agora venci um atleta ranqueado. Obrigado a todos - comemorou o lutador, que após a luta confirmou que vai subir dos leves para os meio-médios após a dificuldade que o impediu de bater o peso da divisão para a pesagem oficial.

Apesar da vitória, Alex teve de dar 20% da sua bolsa para Will Brooks após exceder o limite de peso da categoria na pesagem oficial.

Confira os resultados do UFC Portland
John Lineker venceu John Dodson na decisão dos juízes
Alex Oliveira nocauteou Will Brooks no terceiro round
Zak Ottow venceu Josh Burkman na decisão dos juízes
Brandon Moreno finalizou Louis Smolka no primeiro round
Henrique da Silva finalizou Joachim Christensen no segundor round
Andre Fili venceu Hacran Dias na decisão dos juízes
Shamil AbduraKhimov venceu Walt Harris na decisão dos juízes
Elizeu Capoeira venceu Keita Nakamura por decisão dos juízes
Nate Marquardt nocauteou Tamdan McCrory no segundo round
Ion Cutebala venceu Jonathan Wilson na decisão dos juízes
Curtis Blaydes nocauteou Cody East no segundo round
Ketlen Vieira venceu Kelly Faszholz na decisão dos juízes


--
Luis Fernando Coutinho
Diário Lance!
(21) 9 9686-9227
luiscoutinho@lancenet.com.br