Ronaldo Jacaré

                Ronaldo Jacaré possui cinco vitórias e uma derrota no peso-médio do UFC - (Foto: Erik Engelhart)

LANCE!
11/05/2016
12:24
Erik Engelhart, Rio de Janeiro (RJ)

Número 2 no ranking do UFC, o peso-médio Ronaldo Jacaré enfrenta o ex-campeão Vitor Belfort, em luta que acontece neste sábado (14), em Curitiba (PR) e uma vitória tem grandes chances de colocar o capixaba em uma disputa de cinturão.

Apesar de não ter o direito ao title shot assegurado em caso de triunfo sobre o Fenômeno, Jacaré não consegue enxergar um cenário diferente.

- O vencedor dessa luta tem que ser o próximo desafiante ao cinturão e será eu, não tem como ser diferente. Estou com sede de vitória, batalhei anos por essa chance. Estou próximo dela e agora não vai ter mais nada que me impeça de disputar o cinturão e ser campeão do UFC. Fiz uma excelente preparação e estou pronto para o combate – disse, em entrevista exclusiva ao LANCE!

Faixa-preta de jiu-jitsu, o ex-campeão do Strikeforce perdeu o seu cinturão do extinto evento, justamente para o atual campeão da categoria no UFC, Luke Rockhold, em 2011, após cinco rounds muito disputados. Após esse revés, Ronaldo Souza emplacou uma sequência de oito vitórias consecutivas, sendo parado apenas em sua última luta por Yoel Romero, que posteriormente acabou flagrado no doping.

Durante a caminhada do brasileiro entre Strikeforce e UFC, muitas mudanças foram vistas no jogo de Jacaré, principalmente na parte em pé, onde o lutador não se sente mais desconfortável. Como poderíamos definir o atual Jacaré? É mais seguro deixar com ele essa tarefa, não acham?

- O Ronaldo Jacaré de hoje em dia, definido em apenas uma palavra, seria 'evoluído". Busco melhorar sempre meu jogo, e vocês verão um Jacaré evoluído no octógono do UFC 198 – disse o atleta.

Apesar da evolução de Jacaré na trocação, não é segredo para ninguém, que Vitor Belfort deve procurar manter a luta em pé e que o tricampeão mundial de jiu-jitsu provavelmente irá buscar o jogo de solo. Apesar do rival ser faixa-preta de Carlson Gracie, Jacaré confia plenamente no seu jiu-jitsu.

- O Vitor é um cara muito perigoso, que tem um jiu-jitsu muito bom também. Mas confio no meu jiu-jitsu contra qualquer um, e com ele não é diferente. Estou confortável com qualquer cenário nessa luta, seja em pé, no chão, derrubando... E em qualquer round também. Estou pronto para lutar bem todos os rounds. Não sei como terminará, mas sei sairei vencedor. Quero dar um grande show para os fãs – prometeu.

A dúvida que fica no ar é: qual dos dois lutadores será ‘adotado’ pela torcida que promete lotar a Arena da Baixada, em Curitiba? O capixaba ou o carioca? Jacaré confia na sua torcida.

- Acredito que os fãs brasileiros estarão comigo nessa luta, e vamos comemorar a vitória ao final do combate. Até lancei uma campanha nas redes sociais. Quero todo mundo no #TimeJacaré! – concluiu.