LANCE!
21/01/2016
16:30
Rio de Janeiro (RJ)

Após chocar o mundo com a vitória sobre Ronda Rousey, impondo um nocaute avassalador, Holly Holm vai defender o cinturão dos galos diante de Miesha Tate, dia 5 de março, no UFC 197, em Las Vegas (EUA). A atual campeã, em coletiva de imprensa do evento, deixou claro que já "esqueceu" a antiga rival e fez questão de elogiar sua nova adversária.

- É um desafio, mas a forma como mentalmente levo minha carreira... Tenho certeza de que estou pronta para defender o cinturão. Acharam que eu não estava pronta contra Ronda, então essa é a próxima chance de provar a lutadora que sou. Miesha é perigosa, tecnicamente tem mais experiência no cage do que Ronda. Tem mais coisas a oferecer em uma luta e quando mais difícil o desafio mais perto chego do meu melhor - afirmou.


Antes da confirmação deste combate, foi especulado que Holm faria uma revanche imediata com Ronda, no UFC 200, em julho. No entanto, o presidente do Ultimate Dana White deu mais tempo para a ex-campeã se recuperar, além dela gravar mais um filme. A detentora do título garantiu que nem pensa mais em "Rowdy", mas não descarta enfrentá- la de novo.

- Estava aberta a uma revanche quando viesse. Acho que isso é uma forma mais desafiadora. Há muita pressão nela, expectativa e tudo mais. Quero ser capaz e me sair bem. Aquilo foi só uma luta. Toda luta temos de melhorar. A revanche virá cedo ou tarde. A luta não está mais na minha cabeça - disse.

Perguntada se também pretende seguir os passos de Ronda e se aventurar nas telonas, Holm adiantou que prefere focar suas atenções no octógono.

- Quero continuar lutando. Se ela (Ronda) quiser lutar, se quiser fazer filme legal. Prefiro encontrar alguem no cage com paixão. Quero que ela faça o que quiser. Se ela quiser lutar, ótimo - completou a campeã.