LANCE!
04/02/2017
12:05
Rio de Janeiro (RJ)

Conor McGregor definitivamente conseguiu virar noticia no mundo das lutas até quando o assunto é boxe. Depois de protagonizar provocações com Floyd Mayweather para promover uma hipotética superluta no ringue, o nome da vez é Manny Pacquiao. O empresário do filipino, Bob Arum, garante que estaria disposto a fazer qualquer coisa para a luta acontecer, até deixar de fazer seu trabalho para não criar problemas com o presidente do UFC Dana White.

Recentemente, depois de ver uma declaração de Pacquiao aberto a encarar o irlandês, White negou que pudesse fazer qualquer negociação com Bob Arum. Mas segundo o empresário de Pacquiao, ele seria capaz de se afastar das negociações da superluta para que o duelo ocorra e não seja impedido pelo desafeto Dana. 

- Esse é Dana White, ele precisa de uma desculpa. Ele é um cara bom. Eu não preciso estar envolvido, faria isso por Manny para a luta acontecer. Se o único impedimento para a luta entre Pacquiao e McGregor acontecer é que Dana não gosta de mim, então eu não estarei por perto. Darei a Manny a minha permissão, ele tem o direito de enfrentar Conor McGregor a qualquer momento se o dinheiro for justo - garantiu o promotor.

Questionado sobre o interesse de Manny em um confronto com o campeão do UFC, Arum foi direto.

- Conor McGregor é um bom atleta. Ele é o melhor no MMA, mas MMA e boxe são dois esportes diferentes. Existe muita conversa, estamos nos divertindo, mas é claro que Manny gostaria de enfrentar McGregor no boxe. Qualquer boxeador gostaria de enfrentar McGregor no boxe, pois iria nocauteá-lo - ironizou o promotor. 

Conor McGregor é o atual campeão dos leves do UFC e está de férias para acompanhar o nascimento de seu primeiro filho. O irlandês, desde que conquistou o segundo cinturão da organização, vem falando sobre uma superluta com Floyd Mayweather no boxe.