Marcelo Alonso é comentarista do canal Combate e acredita na "virada de jogo" do Brasil no UFC

                        Marcelo Alonso é comentarista do canal Combate (FOTO: Divulgação/Combate)

LANCE!
06/07/2016
11:10
Rio de Janeiro (RJ)

Se por um lado é possível enxergar uma verdadeira "crise" do Brasil no UFC, diante de tantos resultados negativos na primeira metade de 2016, por outro o sentimento de turbulência pode estar perto de ser apagado. Um dos pioneiros no MMA no país, Marcelo Alonso, comentarista do Combate, alerta para um outro ângulo: o momento do Brasil na maior organização de MMA do mundo pode ser encarado com um olhar favorável.

ASSISTA A TODOS OS EVENTOS DO UFC AO VIVO


Nesta semana, Rafael dos Anjos (único brasileiro campeão na atualidade, com o título dos leves), Claudia Gadelha, José Aldo e Amanda Nunes podem conquistar cinturões para o país nos eventos que acontecem nesta quinta-feira, sexta e sábado. Além deles, Wilson Reis disputa o cinturão dos moscas no dia 30 de julho. Mas para Alonso o momento positivo do Brasil vai além.


- Temos chances reais de terminar essas semanas com dois ou três cinturões. É uma média razoável, parecida com a nossa média histórica de ter sempre dois ou três títulos. São 89 brasileiros contra 300 americanos, em 550 atletas no plantel do UFC. Então é um bom número. Teremos cinco chances de título, mas, apesar de apenas um cinturão em posse, talvez seja o momento mais positivo do MMA nacional na história. Além dessas cinco lutas, teremos até o início do próximo ano mais duas chances, possivelmente com Demian Maia (nos meio-médios), Ronaldo Jacaré (nos médios) ou até Junior Cigano e Fabricio Werdum (nos pesos-pesados). No passado, não tínhamos tantas perspectivas de título assim. Agora quase em todas as categorias temos chances reais. Isso é muito positivo para o MMA nacional, Não há motivo para sobressalto nem com resultado positivo e nem com o negativo. O MMA nunca esteve tão competitivo - avalia o especialista.


Apesar da fase atual, com apenas um título, o Brasil pode se recuperar no UFC e até quebrar recordes na organização. Todos os eventos serão transmitidos ao vivo e exclusivo pelo canal Combate.

Confira as lutas do UFC Fight Night - Quinta-feira
​Rafael dos Anjos x Eddie Alvarez
Roy Nelson x Derrick Lewis
Alan Jouban x Belal Muhammad
Joseph Duffy x Mitch Clarke
Mike Pyle x Alberto Miná
Card preliminar
ohn Makdessi x Mehdi Baghdad
Anthony Birchak x Dileno Lopes
Pedro Munhoz x Russell Doane
Felipe Sertanejo x Jerrod Sanders
Gilbert Durinho x Lukasz Sajewski
Marco Beltran x Reginaldo Vieira
Vicente Luque x Álvaro Herrera

Confira as lutas do TUF 23 Finale - Sexta-feira

​Joanna Jedrzejczyk x Cláudia Gadelha
Final meio-pesado do TUF 23
Final peso-palha do TUF 23
Ross Pearson x Will Brooks
Doo Ho Choi x Thiago Tavares
Card preliminar
Joaquim Netto BJJ x Andrew Holbrook
Gray Maynard x Fernando Açougueiro
Cezar Mutante x Anthony Smith
Jake Matthews x Kevin Lee
Li Jingliang x Anton Zafir
John Moraga x Matheus Nicolau

Confira as lutas do UFC 200 - Sábado

Daniel Cormier x Jon Jones
Brock Lesnar x Mark Hunt
Miesha Tate x Amanda Nunes
José Aldo x Frankie Edgar
Cain Velásquez x Travis Browne
Card preliminar
Cat Zingano x Julianna Peña
Johny Hendricks x Kelvin Gastelum
TJ Dillashaw x Raphael Assunção
Sage Northcutt x Enrique Marin
Diego Sanchez x Joe Lauzon
Gegard Mousasi x Thiago Marreta
Jim Miller x Takanori Gomi