LANCE!
31/01/2016
10:40
Rio de Janeiro (RJ)

Com mais um show de nocautes, o NCE4 brindou os amantes do MMA com outro evento cheio de emoções. Das 17 lutas programadas, duas tiveram de ser retiradas em cima da hora - Lucas Tenório x Alex Ferreira por conta de uma grande inflamação do primeiro, e também a co-luta principal entre Jhonny Cyborg e Jonathan Back Luiz. Além disso, os destaques ficaram por conta da luta de inclusão social e a vitória da lutadora do UFC Jessica Andrade em confronto de luta agarrada.

- Imprevistos acontecem, o Alex Ferreira apresentou um severo caso de inflamação, o que colocaria sua saúde em risco e por isso sua luta teve de ser adiada para o próximo NCE que ocorrerá em março. Já na co-luta principal, o atleta Jonathan lamentavelmente não bateu o peso no dia da pesagem e não conseguiu cumprir o combinado tendo de ser retirado do combate – explicou Renato Dominguez, organizador do NCE.

Contando todos os 15 combates, apenas cinco lutas tiveram de ser decididas pelos árbitros, sendo uma delas declarada empate. Entre os outros combates,  sete terminaram por nocaute e outros três por finalização. O clima de festa presente durante todo o evento só foi maculado após o resultado de empate ter sido divulgado.

Um dos grandes destaques da noite, a atleta do UFC, Jessica Andrade mostrou porque é considerada uma das maiores atletas de MMA de todo o mundo. Ela dominou e finalizou a perigosa Amanda Monteiro com uma belíssima guilhotina, arrancando muito aplausos da torcida. 

Luta de inclusão
Na luta de inclusão, quem venceu foi a cidadania. O jovem atleta do Projeto Semear, Davi Escorpião, chegou ao octógono extremamente emocionado, mas logo nos primeiros segundos de luta mostrou que não estava ali para perder. Como bom atleta de Jiu-jitsu, utilizou de todo o seu talento no chão e por uma guilhotina obrigou o atleta Luciano Magé e dar os três tapinhas desistindo do combate.

- É muito gratificante participar de projetos como este. No município de Magé tenho me envolvido bastante com as questões sociais e utilizo o esporte como caminho de mudança e de renovo. O Davi é um menino muito duro e tenho certeza que se ele quiser se dedicar ao esporte, pode ultrapassar todos os seus sonhos. Fico feliz por ter feito parte de mais esta história – declarou Luciano Magé.

Confira os resultados oficiais:
Até 52Kg – Thaisa Gasparoto (PRVT) venceu Priscila Gomes (Relma Combat) por nocaute técnico aos 48 segundos do 1o round.
Até 61kg - Alexandra Blauth (Rio Extreme Fight) venceu Juliana Aquino (War Machine) por finalização (Armlock) aos 2:17 do 1o round
Até 77Kg - Roberto de Oliveira (Rio Extreme Fight) venceu Ednei Moraes(Equipe Raya) por nocaute técnico aos 3:40 do 1o round.
NO GI Até 57Kg - Mariana Morais (PRVT) venceu Bárbara Alencar (GFTEAM) por duas vantagens.
Até 70Kg – Alédio Ferreira (Ln Team) venceu Emerson Serra Elétrica (Faixa preta de Jesus) por nocaute técnico aos 0:39 do 1o round.
Super Luta – Davi Escorpião (Semear Marciais) venceu Luciano Magé (Vira Bicho) por finalização (Guilhotina) aos 1:27 do 1o round.
Até 66Kg - Marlon Baiano (Rio Extreme Fight) venceu Ronilton Garcia (Relma Combat) por decisão unânime.
Até 54Kg - Karoline Martins (Rio Extreme Fight) venceu Jamile Farias (PRVT) por nocaute técnico aos 3:08 do 1o round.
Até 57Kg – Ronaldo Ferreira (Rio Extreme Fight) e Thadeu Soares (Vieira’s Team) empataram após três rounds;
Até 52kkg - Istela Nunes(PRVT) venceu Thais Camila (Mangueira Team) por decisão unânime;
Até 70 Kg - Sidney Oliveira (Rio Extreme Fight) venceu Giovanni Raya (Equipe Raya) por nocaute técnico aos 4:40 do 2o round
NO GI Até 57kg - Jéssica Bate Estaca (PRVT) venceu Amanda Monteiro (GFTEAM) por finalização (guilhotina) aos 5:10;
Até 52Kg - Valesca Machado (War Machine) venceu Nayara Hemily (Rio Extreme Fight) por decisão unânime;
Até 61Kg - Henrique Souza (Rio Extreme Fight) venceu Bony Pitbull (Sagat Team)por nocaute técnico aos 2:57 do 1o round.
Cinturão até 93Kg - Júlio Morangão (Rio Extreme Fight) venceu Wesley Mosquito (Game Fight) por nocaute aos 2:28 do 2o round