Luis Fernando Coutinho
05/10/2017
12:53
Rio de Janeiro (RJ)

A rivalidade e troca de provocações é comum entre atletas que vão se enfrentar no octógono, mas na última semana Fabricio Werdum e Tony Ferguson, que são de categorias diferentes, surpreenderam ao baterem boca durante um evento promocional do UFC 216, evento que acontece neste sábado, em Las Vegas (EUA). O brasileiro descreveu seu sentimento em relação ao episódio 

Em entrevista ao LANCE!, Werdum diz acreditar que Ferguson já estava mal intencionado quando o encontrou durante o encontro com a imprensa do qual ambos participaram. Na ocasião, o americano reclamou do barulho que Fabricio fazia enquanto ele dava entrevista, o que culminou em uma discussão quente, onde ambos tiveram de ser apartados.


- Tenho certeza que sim, foi algo premeditado. Eu não sabia que ele (Ferguson) estaria lá. Achei que estaria sozinho, mas ele estava lá. A confusão foi bem no começo da entrevista, quando cheguei ele já estava e ele me cumprimentou bem frio. A energia dele estava muito pesada. Até os repórteres comentaram. Eu nem imaginava que era alguma coisa com o Ali (Abdelaziz, empresário de Werdum). O Tony não gosta dele. Eu fiquei sem acreditar que ele estava daquele jeito. Era uma energia horrível. Então quando ele falou comigo eu disse que não é bem assim, me mandou calar a boca? Botei ele no lugar dele e fiz o certo, pois faltou pouco para eu não bater nele. E seria uma briga, e não uma luta. Tinha garrafa, prato e faca na mesa. Nunca se sabe o que pode acontecer. Por isso mantive a distância - explicou o ex-campeão dos pesados do UFC, em conversa pelo telefone.

Werdum ainda analisou sua decisão de limitar seu ato a agressão verbal e criticou atletas que tentam agir "como Conor McGregor".

- Acho que fiz o certo. Se eu bato nele, podia me prejudicar. Ele ia cair desmaiado e com certeza ele não lutaria. Quis evitar a briga, coloquei ele no lugar dele. Está querendo imitar o Conor McGregor. Todo mundo está querendo, mas esses caras não percebem que quando alguém tenta fazer igual a ele, é ridículo, pois o Conor, apesar de falastrão, é autêntico, é aquilo mesmo, não é fake (falso) - avaliou.

Fabricio Werdum volta ao octógono neste sábado, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 216. O brasileiro encara Derrick Lewis pela categoria dos pesados, enquanto Ferguson duela com Kevin Lee pelo título interino dos leves. 


Confira as lutas do UFC 216
Tony Ferguson x Kevin Lee
Demetrious Johnson x Ray Borg
Fabricio Werdum x Derrick Lewis
Mara Romero Borella x Kalindra Faria
Beneil Dariush x Evan Dunham
Card preliminar
Tom Duquesnoy x Cody Stamann
Will Brooks x Nik Lentz
Lando Vannatta x Bobby Green
Pearl Gonzalez x Poliana Botelho
Walt Harris x Mark Godbeer
John Moraga x Magomed Bibulatov
Thales Leites x Brad Tavares
Matt Schnell x Marco Beltran