icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
30/08/2015
13:58

Em jogo realizado sob sol muito forte, o Avaí goleou o Internacional por 3 a 0, neste domingo, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Léo Gamalho, duas vezes, e Camacho fizeram os gols dos catarinenses. Um fato inusitado no jogo foi a substituição do árbitro Péricles Bassols, no primeiro tempo, por dores na Panturilha. Ele foi substituído pelo quarto árbitro, Jean Pierre Goulart.

Com a vitória, o Avaí chegou a 23 pontos, deixando a zona de rebaixamento. O time ocupa a 15ª posição na tabela de classificação. Com 28 pontos, o Inter é o 10º. Essas posições podem ser alteradas até o fim da rodada - caso Cruzeiro e Goiás vençam Santos e Furacão, respectivamente, a equipe catarinense retornará à área da degola.

Na próxima quarta-feira, pela 22ª rodada, o Internacional receberá o Vasco, no Beira-Rio, às 19h30. No mesmo dia, mas às 21h, na Arena das Dunas, em Natal, o Avaí enfrentará o Flamengo, partida que tem mando dos rubro-negros.

PRIMEIRO TEMPO MOVIMENTADO E ÁRBITRO SUBSTITUÍDO

Embalado pela boa performance desde a chegada do técnico Argel, o Internacional começou a partida na Ressacada tomando a iniciativa de ir para a frente e atacar o adversário. Com um ataque formado pelos jovens e velozes Vitinho, Valdívia e Sasha, os colorados tomaram conta do jogo e não deixavam os donos da casa passarem do meio de campo. Sasha, um dos mais perigoso da equipe gaúcha, chegou a ser derrubado na área por um zagueiro do Avaí, mas o árbitro nada marcou.

Em alguns lances de Sasha, Valdívia e D'Alessandro, o Inter levou perigo ao gol de Vagner. No entanto, o Colorado não conseguiu abrir o placar nos minutos iniciais e passou a ver o Avaí se organizar em campo. Camacho e o centroavante Léo Gamalho passaram a dar muito trabalho para a defesa do Inter a partir dos 20 minutos. Em um lance na defesa, Gerferson se enrolou com o goleiro Alisson, Léo Gamalho roubou a bola deles e cruzou, mas a chance foi desperdiçada.

Aos 30 minutos, sob um sol muito forte, o árbitro Péricles Bassols Cortez, do Rio de Janeiro, parou a partida por estar com dores na panturilha direita. Os jogadores aproveitaram para se hidratarem à beira do campo. Enquanto isso, Péricles foi substituído pelo quarto árbitro, Jean Pierre Goulart, do Rio Grande do Sul. Cabisbaixo e visivelmente chateado, Bassols foi para o banco de reservas iniciar tratamento com gelo no lugar lesionado.

Nos minutos finais, o Inter conseguiu equilibrar o confronto novamente, mas o placar ficou mesmo no 0 a 0.

SEGUNDO TEMPO

Assim como na primeira etapa, o Internacional começou o segundo tempo indo para o ataque e tendo desempenho bem superior ao do Avaí. Ernando, de cabeça, aos três minutos, foi o primeiro a ter chance de abrir o placar. Logo em seguida, Sasha, aos cinco, dominou no lado esquerdo da área e bateu colocado, a bola foi no canto esquerdo do goleiro e tocou o travessão. Faltou sorte ao atacante.

O Inter continuou pressionando, mas não fez o seu gol. Assim, foi castigado aos 21 minutos, quando árbitro Jean Pierre assinalou um pênalti duvidoso de Paulão sobre Léo Gamalho. Depois de três minutos de reclamações e de cartão amarelo para o zagueiro colorado, o próprio centroavante bateu bem e fez 1 a 0.

A partir daí, o Inter foi para o desespero para tentar o empate. No entanto, as chances claras não apareceram mais. Aos 39, tiro de meta cobrado por Vagner, Camacho ajeitou, a zaga vacilou e Léo Gamalho fez o segundo, desfazendo qualquer possibilidade de reação colorada. Aos 50 minutos, Camacho, grande destaque do time, fez o terceiro.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ 3 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 30 de agosto de 2015, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (Fifa-RJ) - substituído por Jean Pierre Goulart aos 30'/1ºT
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (Asp. Fifa-RJ) e Thiago Corrêa Farinha (RJ)
Gols: Léo Gamalho 24'/2ºT e aos 39'/2ºT (2 a 0) e Camacho aos 50'/2ºT (3 a 0)

Cartões amarelos: D'Alessandro e Paulão (INT); Lovat e Nino Paraíba (AVA)

AVAÍ: Vagner; Nino Paraíba (Pablo 21'/2ºT), Antonio Carlos e Emerson e Lovat; Adriano, Eduardo Neto, Camacho e Marquinhos (Anderson Lopes 17'/2ºT); Romulo (Tinga 36'/2ºT) e Leo Gamalho - Técnico: Gílson Kleina

INTERNACIONAL: Alisson; William (Anderson 34'/2ºT), Ernando, Paulão e Geferson; Nilton (Wellington, intervalo), Rodrigo Dourado, D'Alessandro e Eduardo Sasha; Valdívia (Rafael Moura 26'/2ºT) e Vitinho - Técnico: Argel Fucks

Em jogo realizado sob sol muito forte, o Avaí goleou o Internacional por 3 a 0, neste domingo, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Léo Gamalho, duas vezes, e Camacho fizeram os gols dos catarinenses. Um fato inusitado no jogo foi a substituição do árbitro Péricles Bassols, no primeiro tempo, por dores na Panturilha. Ele foi substituído pelo quarto árbitro, Jean Pierre Goulart.

Com a vitória, o Avaí chegou a 23 pontos, deixando a zona de rebaixamento. O time ocupa a 15ª posição na tabela de classificação. Com 28 pontos, o Inter é o 10º. Essas posições podem ser alteradas até o fim da rodada - caso Cruzeiro e Goiás vençam Santos e Furacão, respectivamente, a equipe catarinense retornará à área da degola.

Na próxima quarta-feira, pela 22ª rodada, o Internacional receberá o Vasco, no Beira-Rio, às 19h30. No mesmo dia, mas às 21h, na Arena das Dunas, em Natal, o Avaí enfrentará o Flamengo, partida que tem mando dos rubro-negros.

PRIMEIRO TEMPO MOVIMENTADO E ÁRBITRO SUBSTITUÍDO

Embalado pela boa performance desde a chegada do técnico Argel, o Internacional começou a partida na Ressacada tomando a iniciativa de ir para a frente e atacar o adversário. Com um ataque formado pelos jovens e velozes Vitinho, Valdívia e Sasha, os colorados tomaram conta do jogo e não deixavam os donos da casa passarem do meio de campo. Sasha, um dos mais perigoso da equipe gaúcha, chegou a ser derrubado na área por um zagueiro do Avaí, mas o árbitro nada marcou.

Em alguns lances de Sasha, Valdívia e D'Alessandro, o Inter levou perigo ao gol de Vagner. No entanto, o Colorado não conseguiu abrir o placar nos minutos iniciais e passou a ver o Avaí se organizar em campo. Camacho e o centroavante Léo Gamalho passaram a dar muito trabalho para a defesa do Inter a partir dos 20 minutos. Em um lance na defesa, Gerferson se enrolou com o goleiro Alisson, Léo Gamalho roubou a bola deles e cruzou, mas a chance foi desperdiçada.

Aos 30 minutos, sob um sol muito forte, o árbitro Péricles Bassols Cortez, do Rio de Janeiro, parou a partida por estar com dores na panturilha direita. Os jogadores aproveitaram para se hidratarem à beira do campo. Enquanto isso, Péricles foi substituído pelo quarto árbitro, Jean Pierre Goulart, do Rio Grande do Sul. Cabisbaixo e visivelmente chateado, Bassols foi para o banco de reservas iniciar tratamento com gelo no lugar lesionado.

Nos minutos finais, o Inter conseguiu equilibrar o confronto novamente, mas o placar ficou mesmo no 0 a 0.

SEGUNDO TEMPO

Assim como na primeira etapa, o Internacional começou o segundo tempo indo para o ataque e tendo desempenho bem superior ao do Avaí. Ernando, de cabeça, aos três minutos, foi o primeiro a ter chance de abrir o placar. Logo em seguida, Sasha, aos cinco, dominou no lado esquerdo da área e bateu colocado, a bola foi no canto esquerdo do goleiro e tocou o travessão. Faltou sorte ao atacante.

O Inter continuou pressionando, mas não fez o seu gol. Assim, foi castigado aos 21 minutos, quando árbitro Jean Pierre assinalou um pênalti duvidoso de Paulão sobre Léo Gamalho. Depois de três minutos de reclamações e de cartão amarelo para o zagueiro colorado, o próprio centroavante bateu bem e fez 1 a 0.

A partir daí, o Inter foi para o desespero para tentar o empate. No entanto, as chances claras não apareceram mais. Aos 39, tiro de meta cobrado por Vagner, Camacho ajeitou, a zaga vacilou e Léo Gamalho fez o segundo, desfazendo qualquer possibilidade de reação colorada. Aos 50 minutos, Camacho, grande destaque do time, fez o terceiro.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ 3 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 30 de agosto de 2015, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (Fifa-RJ) - substituído por Jean Pierre Goulart aos 30'/1ºT
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (Asp. Fifa-RJ) e Thiago Corrêa Farinha (RJ)
Gols: Léo Gamalho 24'/2ºT e aos 39'/2ºT (2 a 0) e Camacho aos 50'/2ºT (3 a 0)

Cartões amarelos: D'Alessandro e Paulão (INT); Lovat e Nino Paraíba (AVA)

AVAÍ: Vagner; Nino Paraíba (Pablo 21'/2ºT), Antonio Carlos e Emerson e Lovat; Adriano, Eduardo Neto, Camacho e Marquinhos (Anderson Lopes 17'/2ºT); Romulo (Tinga 36'/2ºT) e Leo Gamalho - Técnico: Gílson Kleina

INTERNACIONAL: Alisson; William (Anderson 34'/2ºT), Ernando, Paulão e Geferson; Nilton (Wellington, intervalo), Rodrigo Dourado, D'Alessandro e Eduardo Sasha; Valdívia (Rafael Moura 26'/2ºT) e Vitinho - Técnico: Argel Fucks