RADAR / LANCE!
09/08/2016
09:39
Porto Alegre (RS)

A terça-feira iniciou com mudanças no Internacional. No início desta manhã, o clube confirmou Celso Roth como técnico para a sequência do Campeonato Brasileiro. O treinador chega com contrato até o fim do ano.

Na apresentação, realizada também nesta manhã na Sala de Conferência do Beira-Rio, Roth destacou a importância do equilíbrio para o Colorado voltar ao caminho das vitórias, uma vez que não vence há 11 jogos.

- Quero trabalhar muito para que a gente possa sair desta situação. Temos um turno todo pela frente. Estamos com uma pontuação difícil, mas completamente administrável. Tudo é possível com a integração do trabalho, do empenho dos jogadores - disse o comandante, complementando:

- Cumprir um sistema tático é sempre mais fácil do que ser criativo. Por isso este é o nosso desafio agora: montar um time equilibrado defensiva e ofensivamente. Acredito que é possível retomar o equilíbrio que estes jogadores de elite tiveram no começo do ano - afirmou. 

Por fim, o novo velho treinador, que se prepara para a sua quarta passagem no clube gaúcho, destacou a importância do total engajamento do grupo de atletas. 

- Não temos tempo. Os jogadores precisam assimilar rápido o que temos para passar a eles. Eles devem interagir com o mesmo objetivo - finalizou Roth.  

Celso Roth assume pela quarta vez como técnico do time colorado. Também treinou o Inter em 1997-1998, 2002 e 2010-2011 e tem no currículo as conquistas da Libertadores de 2010 e do Gauchão de 1997.

Celso Roth
Roth já treina o time na manhã desta terça (Foto: Divulgação)

Novo departamento de futebol

Além de Roth, o Inter aproveitou o evento para anunciar mudanças no departamento de futebol para o restante da temporada. Chamada de "SWAT", o presidente Vitorio Piffero apresentou Fernando Carvalho, que assume como vice de futebol, Ibsen Pinheiro, novo diretor de futebol e Newton Drummond, o Chumbinho, para o cargo de diretor-executivo.

- Essa SWAT colorada chegou aqui depois de todos os últimos acontecimentos. O presidente Piffero já havia me convidado a assumir. Sempre me senti impedido de aqui estar não só pelo tempo mas também pela questão ética. De repente as coisas se precipitaram, chegaram em um ponto como domingo. Se não fosse uma adversidade grande, certamente eu não viria. O Inter sempre será o meu credor - disse Fernando Carvalho, ex-presidente e ídolo do clube. 

Fernando Carvalho também comentou sobre a confiança que ele a diretoria depositam em Roth.

- Celso tem um passado no Inter. Tem ideias que eu e o Ibsen (Pinheiro) concordamos. Estava aqui do lado e atende nossos pedidos - salientou.